segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Depois da tempestade, a felicidade, a bonança...

Após ouvir muitas piadas, o torcedor vascaíno enfim pôde ter motivos para sorrir nesta Taça Guanabara. Uma goleada histórica por 9x0 sobre o América, naquele que outrora foi chamado de Clássico da Paz. O resultado vem antes de um período de 10 dias sem jogos, o que deixa o torcedor vascaíno confiante em uma boa estréia na Taça Rio e na Copa do Brasil. A frase do meia Jéferson, melhor jogador em campo, retrata o que todo vascaino gostaria de dizer: "(...) Aqui só tem homem. Temos um time competitivo e, agora, vamos parar de escutar piada".
Normalmente escrevo a história do jogo, mas como contar um jogo com 9 Gols? Daria quase um livro e o amigo leitor teria vontade de me matar após o fim do texto. Melhor resumir dizendo que o Vasco foi um time organizado, veloz e que levou o jogo com seriedade. Isso fica facilmente ilustrado ao dizermos que o time fez o primeiro aos 4 minutos com Fágner e o último aos 44 do segundo tempo, com Enrico. Do início ao fim o Vasco jogou pra cima do adversário, ao contrário do que muitos times fazem ao obter uma larga vantagem no placar.
Inicialmente, vamos à lista dos marcadores, no caso sete jogadores diferentes:
Fágner - 4, 1º tempo (1x0); Felipe - 18, 1º tempo (2x0); Ramon - 23, 1º tempo (3x0); Marcel - 24, 1º tempo (4x0); Enrico - 37, 1º tempo (5x0); Caique - 5, 2º tempo (6x0); Ramon - 18, 2º tempo (7x0); Jéferson - 24, 2º tempo (8x0); Enrico - 44, 2 º tempo (9x0).
Velocidade muitas vezes é confundida com correria. A goleada de sábado mostrou o contrário. O Vasco fez a bola correr, com passes rápidos, achando sempre o companheiro mais bem colocado. O Gigante da Colina driblou muito pouco, mas pôs o adversário na roda apenas tocando a bola. Nenhum gol foi de pênalti, nenhum jogador do América foi expulso, o que poderia ter faciltado o placar elástico.
Quando se joga bem posicionado e tocando a bola, se diminui a dependência de um jogador. Tecnicamente Felipe é com sobras o craque do time, mas quem faz a diferença é Jéferson, justamente o motorzinho do time, o passador.
Evidentemente seria impossível fazer tudo isso sem qualidade. Ricardo Gomes tem conseguido tirar o máximo dos jogadores e conta com a melhor defesa do Rio para dar liberade aos laterais e meias. Dedé e Anderson Martins são firmes, esmagam os adversários de times pequenos, como deve ser sempre, mas não vinha sendo.
Porém um placar desses não tem somente uma face. E a face americana é temerária. Não me lembro de ter visto um time profissional tão sem determinação, tão sem entrega. Nem falta o América fazia para tentar parar o Vasco. Foi um caso evidente de corpo mole.
Se o goleiro Mota realmente agarra só aquilo, ele deve ser banido do Mequinha. E o que dizer do zagueiro Ronan? No sábado de manhã visitei o estádio do América e me passaram que o profissional tinha perdido por 3x1 um coletivo contra os juniores. Muita coisa está errada nas bandas do Diabo.
Outro ponto que precisa ser ressaltado é a ordem dos jogos do Vasco nesta Taça GB. Pegamos os três melhores pequenos no início e agora pegamos as babas. Fosse a ordem diferente, as coisas seriam bem diferentes e hoje o nosso maior rival poderia estar em crise e nós classificados.
Mas no futebol e na vida, o SE não tem espaço e precisamos é tocar a nossa vida em frente. Daqui a duas semanas, teremos mais dois grandes no mesmo estágio que nós, sem Taça GB e correndo atrás da Taça Rio. O que vai fazer a diferença é o quanto cada um estará pronto para a missão. E enquanto derrotas nas finais da Taça GB podem gerar crise em outras bandas, aqui nós já passamos pelo pior.
Estaria a bonança a caminho, depois da dura tempestade?
.
* Há 33 anos o Estadual do Rio não via uma goleada como essa. E nem assim o Vasco foi capa dos jornais, exceção feita ao Lance!
* O título deste Post é o trecho de um samba da Unidos de Vila Isabel, no ano de 2005.
* As Charges que ilustram esse Post são de Autoria de Beto Gomes. O Blog agradece a colaboração deste competentíssimo amigo de longa data.
* Créditos das fotos: Lancenet
.
Sds vascaínas a todos!

2 comentários:

Rui Moura disse...

Vasco e Botafogo capa de jornais?!?!?!?! Você tá brincando, Diego... Isso é coisa para os amiguinhos da mídia presentearem os vermelhos e negros e os vermelhos, verdes e brancos.

E o América tomou uma belíssima goleada. Adorei! Não gosto dos ex-diabos vermelhos.

O mundo é preto-e-branco. As outras cores são só efeitos solares... (rs)

Abraços Alvinegros!

Patrick Araújo disse...

Diego, hoje, lendo um outro site de noticias do Vasco, vi que os jornais pouco importância deram a acachapante vitoria do nosso CRVG, e ai, desde a chegada do dentuço na casa da mae joana, a Fla Globo so transmite jogos dessa gente. A Globo assumiu a posição de 100% flamenguista?

Mas sobre o jogo, o legal que até o Enrico jogou bem (pelo que ele vinha apresentando sim), Fellipe Bastos voltou pra ser titular, jogou muito bem, ele é muito melhor tecnicamente do que o Romulo, pra mim ja ganho a posição.

Foi bom sapeca o Mequinha...

Abraçosss