segunda-feira, 15 de março de 2010

Dois irresponsáveis

Após quase um ano, o maior clássico do Rio de Janeiro voltou a ser disputado. Vasco e Tráfico se enfrentaram neste domingo e o jogo, como reza a cartilha, foi decidido em detalhes. Dois personagens acabaram sendo decisivos para o triunfo do rival. O árbitro Péricles Bassols e o camisa 10 cruzmaltino, Dodô. Com a derrota por 1x0, o Vasco está na 2ª posição do Grupo B, com 9 pontos.
Primeiro vamos à arbitragem. Conheço Péricles Bassols, já tive jogo apitado por ele e sei da sua qualidade, indiscutivelmente o melhor árbitro do Rio. Porém, é impossível entender o que ele marcou no lance do gol do rival. Vi, revi e vi de novo o lance e não dá nem pra tentar inventar uma falta. Não tenho a capacidade de julgar a índole do apitador, mas se um jogo termina 1x0, com um gol de pênalti que não existiu, não há como deixar de dizer que a arbitragem decidiu a partida. E dizer que ele marcou dois para o Vasco não é desculpa, já que ambos seriam marcados até pelos traficantes cariocas, amantes do time rival. Para um juiz de seu gabarito, ter sido o fator decisivo de um clássico não é nada legal para Bassols.
Dito isso, vamos ao Vasco que é o que realmente importa para este blog. Dodô foi extremamente irresponsável ao cobrar os dois pênaltis da forma que cobrou. Além disso, não acertou nenhum lance e merecia ser substituído antes mesmo do intervalo.
Qual o goleiro no Brasil teve mais pênaltis batidos contra si nos últimos anos? Bruno. E em TODOS ele faz o mesmo movimento. Cai para o lado oposto ao pé do batedor. Caso o chutador vire o pé na cobrança, o movimento é mais longo e a bola se torna defensável. Apostando nisso, o movimento é sempre o mesmo. Como é alto e ágil, se acertar o canto, fatalmente ele pega a cobrança.
E o que o burro do Dodô fez? Recuou duas vezes, no canto onde qualquer criança saberia que o Bruno estaria. Todos na arquibancada e em casa sabiam, menos aquele que se diz o batedor oficial, que no mínimo deveria conhecer o goleiro adversário. Sem desrespeitar o bom goleiro do rival, mas sabendo previamente disso, qualquer um faria o gol de pênalti, até o camisa 10 do juvenil do Vasco.
Graças a imensa IRRESPONSABILIDADE do seu camisa 10, o Vasco perdeu um jogo em que foi muito superior e merecia o triunfo. Dodô mostrou não ter compromisso com o Clube, sua torcida e o pior de tudo, com seus companheiros, ao tomar a bola de Jéferson e Coutinho na segunda cobrança. Espero uma atitude da diretoria, punindo o jogador pelos seus atos no jogo de ontem.
Ditas as verdades sobre o jogo, não posso deixar de elogiar a postura do time em campo. Taticamente, foi a melhor atuação do ano, com os zagueiros marcando muito bem, o meio pegando e criando, alas avançando. Quando tudo indicava o contrário, Vagner Mancini conseguiu colocar um bom esquema em campo, que proporcionou ao time criar muitas oportunidades de gol. Não fosse a bola atuação do goleiro rival, o Vasco poderia ter marcado dois ou três gols, sem contar os pênaltis.
E não podia deixar de elogiar o jovem Philippe Coutinho. Apagado nas partidas recentes, ontem ele teve sua melhor atuação como profissional. Uma partida memorável do moleque, que sempre disse que seu sonho era jogar contra o rival no Maracanã. Talvez tenha sido sua última chance de fazer isso e merecia melhor sorte.
Pena que dois irresponsáveis, Bassols e Dodô, estragaram a noite de Coutinho e outros milhões de cruzmaltinos. Quarta tem Copa do Brasil e vencer é mais necessário do que nunca.
O Vasco atuou com: Fernando Prass; Gustavo (Rodrigo Pimpão), Fernando e Tite; Élder Granja, Paulinho (Léo Gago), Rafael Carioca, Philippe Coutinho e Márcio Careca; Rafael Coelho (Jéfferson) e Dodô.
Pra não dizer que não falei do Mancini, levar um atacante apenas para o banco e esse atacante ser o Pimpão, foi uma baita cagada. Deixar o Dodô em campo e sacar o Rafael Coelho foi outra.
.
Sds vascaínas a todos!

5 comentários:

Gabriel Valladares disse...

Acho dificil essa diretoria despreparada fazer alguma coisa. Esses caras que estão jogando pelo Vasco fazem o que querem.
Diretoria despreparada que está levando o Vasco para o fundo do poço.
O botinudo do Nilton deveria ter sido multado, tomado um esporro e ficAdo suspenso depois do que fez na final da Taça GB.

Gremista Fanático disse...

Pois é cara, lamentavel mesmo o que o Dodô fez, e ainda vem dizer que quem bate penalti é ele, quero só ver se vai bater o proximo penalti com a camisa do Vasco. Mas que bom que voces Vascainos puderam tirar algo de bom dessa derrota, é as vezes a males que vem pra bem, e o time já melhorou um pouco.
Linda a foto de sua filhota, parabens e felicidades pra todos voces, abraço.

Saudações do Gremista Fanático

Julio disse...

Acho que estou equivocado. Entrei em vários sites vascaínos e quase todos elogiando a atuação do time. Eu confesso que não vi isto. Acho que vocês estão se contentando com pouco. O time vem fazendo partidas tão bizonhas (Sousa/pB) que quando resolvem correr um pouquinho e com um time igualmente feio como a mulambada, com o Adriano - Caçador de Travecos - mais gordo que o Ronaldo Fenõmeno, todos ficam maravilhados.

Como elogiar a atuação do quinteto defensivo? Estes dois laterais do Vasco não tem vaga no meu time de pelada. A zaga nem se fala. O drible que o tal Gustavo levou do Love foi patético.
E os dois Rafaéis??? O Carioca parece estar disputando uma partida de casado x solteiro, uma marra enorme e uma penca de passes laterais. O Coelho não mostrou a que veio.
De bom ontem, a atuação do garoto Coutinho. Este sim, sabe jogar. O Paulinho também mostrou potencial, embora meio afobado, merece mais chances.
O time precisa urgente de reforços para o Brasileirão. A ficar com estas malas, lutaremos para não cair, no máximo uma Sulamericana.

Claudio Henrique disse...

Não deu dessa vez para o Vasco, mas acho que o Vasco tem grandes chances de se dar bem nas finais. Phillipe Coutinho infernizou os defensores do rival. Mais sorte na próxima.

Abraços

Débora Bravo disse...

Tenho que confessar que já vi melhores clássicos entre Vasco x Flamengo. Só destaco a atuação do menino Philippe Coutinho e dos goleiros Fernando Prass e Bruno. Ambos impediram que o clássico fosse mais emocionante. E em relação ao resto acho que faltou mais seriedade. Nem comento a atuação de Dodô.