segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Mais três pontos na conta

Dessa vez não foi com gol solitário do artilheiro Élton. Mas não deixou de ser sofrido e chorado, por apenas 1x0. Dessa vez o gol foi do capitão Carlos Alberto, que garantiu os três pontos que deixam o Vasco cada vez mais perto da classificação matemática à Primeira Divisão. A vantagem para o 5º colocado já é de 13 pontos. Amanhã o Vasco enfrenta em São Januário o Figueirense, justamente o primeiro fora do G-4 neste momento.
Pra variar, cheguei atrasado em um jogo contra o Duque de Caxias. Enquanto estava a caminho do estádio, tive que apelar pro radinho, que indicava um domínio do Vasco, que não conseguia marcar. Minha chegada ao Maracanã pareceu não dar muita sorte ao Gigante da Colina, que errava muitos passes e irritava a torcida. Quando tinha chances de marcar, nosso time esbarrava no bom goleiro Vinicius.
Para o segundo tempo, Dorival colocou Fágner no lugar do irritante Paulo Sérgio. Mesmo sem ser brilhante, o camisa 23 conseguiu atuar muito melhor que o titular. Logo aos 4 minutos, Robinho lançou bem para Ramon, que chutou para outra defesa do goleiro. No rebote, Carlos Alberto somente empurrou para o gol vazio. Vascão 1x0 e festa da torcida.
Ao invés de seguir em cima, no embalo da torcida, o time recuou, atraindo o Caxias. Aos 9, Thiaguinho apareceu livre na área e chutou rente à trave. Aos 14, Marquinho (eu avisei que ele era um lixo) quase marcou um golaço contra. Vinicius salvou no ângulo.
O adversário passou a ter mais a bola e pressionar, mas a zaga rechaçava e o Caxias deu somente um chute ao gol de Fernando Prass. O Vasco teve chances de matar o jogo no contra-ataque, mas vacilou e a impressão que tínhamos no estádio era de que a qualquer momento sofreríamos um gol como castigo. Felizmente não aconteceu e saímos com mais três pontos do Maior do Mundo.
Segue a contagem regressiva. Agora faltam só 9. E que venha o Figueira na Colina Histórica.
O Vasco atuou com: Fernando Prass, Paulo Sérgio (Fagner), Vilson, Gian e Ramon; Nilton, Mateus, Allan e Carlos Alberto; Robinho (Adriano) e Elton (Philippe Coutinho).
.
Todos que acompanham o Blog sabem que não ligo pra esse negócio de jogar bonito e dar espetáculo. O importante é vencer e esse ano o time está bem nesse objetivo. Só que nesse jogo, abusamos da sorte e várias vezes colocamos a vitória sob risco, o que não pode acontecer.
O time várias vezes deixou um buraco entre os volantes e os atacantes, que podia perfeitamente ser preenchido por um outro meia, se Dorival não insistisse na formação com três volantes.
Pra quem não entende a implicância da torcida com alguns jogadores, vai lá uma explicação bem simples. 90% dos brasileiros jogam bola. Uns bem, outros nem tanto, mas todos jogam. E quando vamos ao estádio, esperamos ver jogadores acima do comum que vemos nas peladas. E Paulo Sérgio é comum. Mateus também. Allan idem. Obviamente tem muito mais preparo físico que os peladeiros, mas o talento não tem nada demais.
Em um time ajustado como no Vasco, esses jogadores acabam não atrapalhando na maioria das vezes. Mas se temos a opção de colocar em campo mais talento, porquê insistir nesses jogadores?
Pra não ser chato, vai lá uma comemoração: chegamos ao nosso maior número de vitórias consecutivas no Brasileirão 2009. Já são 4 e amanhã podemos engatar a 5ª. Força Vascão!
.
* E três jogadores criados na Colina foram titulares na goleada por 5x0 da Seleção Sub-20 no Mundial. Souza teve boa atuação no meio e Alex Teixeira e Alan Kardec (2) marcaram seus gols. Que essa competição seja importante no amadurecimento desses atletas.
.
Sds vascaínas a todos!

4 comentários:

Maldita Futebol Clube disse...

Fala Diego!
cara, acho que o problema não foi usar três volantes, mas, o fato deles terem jogado em linha, ao lado um do outro, o que facilitou a perda da segunda bola, pois o meio ficou vazio e o que ajudou o DC, pois a tabela era feitasem problemas no ataque deles. Discordo em relação ao Allan, não acho ele normal, acho que tem bom passe, mas precisda jogar mais adiantado, como apoiador e menos atrás. Mateus [é limitado. Agora, em relação ao Paulo Sérgio, algumas cvonsiderações: a saída dele foi prejudicial ao time. Porque com ele em campo, o que acontece: ele é um jogador mais tático do que o Fagner. Apesar de errar mais, ele particpa muito mais do jogo e é bem melhor na defesa. O Dc teve pelo menos, quatro a cioncochances geradas no buraco do setor do Fagner no lado direito e duas delas em erros claros de posicionamente dele. O fagner é mais técnico, mas quando não está bem no ataque atrapalha o time , como no sabado. O paulo sérgio é ótimo nas bolas paradas e nos cruzamentos. Lembre: derixcou elton e carlos alberto na cara do gol , no primeiro tempo. E , depois, ele tem uma coisa; a questão psicológica, ele se impõe ante os companheiros, é um dos líderes do time e o time ganha muito mais volume de jogo com ele, com isso erra mais e aparece mais negativamente. Ele não é bom tecnicamente,mas faz crescer o rendimento dos meias.Se liga nessa, valeu. Rumo ao título!

Almirante disse...

Concordo com o Maldita. O Fágner não reinvindicou a posição de titular nesse jogo, pois foi discreto no ataque e fraco na defesa. Ai não dá!

Grande Abraço.

Saulo disse...

O Vasco vai conquistar o título da Série B tranquilamente.

Gremista Fanático disse...

São essas goleadas ai de 1x0 que colocam o Vasco bem a frente dos concorrentes pelo titulo da serie b, que a cada nova vitoria suada e apertada se aproxima mais, já é certeza absoluta que o titulo é do Vasco, abraço.

Saudações do Gremista Fanático