segunda-feira, 14 de setembro de 2009

E se não dá na técnica, que dê na garra

Tecnicamente foi uma atuação ruim de ambas as partes. Mas se não deu na base da técnica, não faltou vontade ao Vasco, especialmente no segundo tempo, quando esteve com um a menos. E se faltou espetáculo, ficou a comemoração pela liderança, agora três pontos à frente do vice Guarani. Os gols da vitória por 2x1 sobre o Paraná foram marcados por Élton e Robinho, com Wellington descontando.
O público compareceu em número apenas mediano. Mas da torcida não se pode reclamar. Afinal, do primeiro ao último minuto, empurrou o time, mesmo quando este foi pressionado pelo adversário. Foi o típico jogo onde jogamos com 12, e depois as vozes deram força ao time que estava com menos um.
O time começou com claros problemas no meio-campo. Mateus tinha atuação lastimável, enquanto Allan não encontrava seu melhor posicionamento. Coutinho e Robinho tinham lampejos, mas sumiam do jogo de vez em quando. Nossa melhor chance foi aos 12, em linda jogada de Robinho que Élton desviou de calcanhar, tirando tinta da trave direita.
Fernando Prass fez boas defesas, especialmente aos 23, em bela jogada de Rafinha. Aos 47, Márcio Goiano cobrou falta na trave. Na seqüência da jogada, Allan lançou Ramon, que foi derrubado claramente na área. Pênalti que Élton cobrou no canto para abrir o placar. Foi o 11º gol do camisa 9, que agora está a apenas um da artilharia. Vascão 1x0!
Na volta do intervalo, Dorival colocou Amaral em lugar de Mateus, liberando um pouco mais Nilton e Allan. Mas logo aos cinco minutos, Gian saiu jogando errado e Wellington Silva chutou de bico para empatar. 1x1
O panorama não era bom para o Vasco, que errava muito e criava pouco. Mas o jovem craque Philippe Coutinho, enfim acordou. Aos 9, chapelou um malandro, passou por três, e passou para Robinho, que rolou para Paulo Sérgio que desperdiçou o lance. Aos 12, Coutinho enfiou linda bola para Robinho, por trás dos zagueiros, e ele só desviou do goleiro. Vascão 2x1.
Aos 24, Philippe deslocou um rival que vinha em velocidade e recebeu o segundo amarelo, logo o vermelho. Aí coube ao Vasco se fechar e ao Paraná atacar, com três atacantes. Apesar de ter mais a bola e de contar com a ajuda do juiz, o time paranista pouco ameaçou e quem teve as melhores chances fomos nós.
Após escanteio, Fernando perdeu chance na cara do goleiro. Aos 39, Nilton fez linda jogada, mas chutou caindo e o goleiro pegou. Mais tarde foi Allan, que entrou sozinho e chutou em cima de Zé Carlos. O sufoco durou até o fim dos acréscimos, mas no final, comemoração e alívio na Colina. Agora precisamos de três pontos a menos para conquistar o esperado acesso.
Amanhã temos o São Caetano, em mais um jogo que promete ser duro. Força Vascão!
O Vasco atuou com: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Gian, Vilson e Ramon; Nilton, Mateus (Amaral, intervalo), Allan e Philippe Coutinho; Robinho (Adriano, 20'/2°T) e Elton (Fernando, 36'/2°T).
.
O motor de todo time é o meio-campo. E se esse vai mal, consequentemente o time não anda. E na sexta, Mateus teve a pior atuação de sua vida e Coutinho sumia muito do jogo. Nilton era quase um terceiro zagueiro e Allan ficava incubido de marcar e ainda criar. Com a entrada de Amaral, Nilton e Allan dominaram melhor os espaços e o time cresceu. Porém, com um a menos precisou recuar um pouco, mais chegando a usar três zagueiros, em uma volta segura de Fernando.
Fernando Prass esteve muito bem, salvando o time no primeiro tempo, enquanto Élton fez o que dele se espera: gol. Não dá pra criticar.
O árbitro, um baiano maluco aí, conseguiu ser lembrado por todo o fim de semana nas conversas que tive com amigos vascaínos. O cara inventou um escanteio, onde a bola nem chegou perto de tocar em ninguém do Vasco. Distribuiu 12 amarelos, a maioria para o Vasco, em faltas muitas vezes bobas. O cartão amarelo de Philippe Coutinho foi em um lance onde nem falta houve. Daí o segundo gerou a expulsão.
O cara tava roubando tanto, que até no rádio, os comentaristas estavam zombando dele. Élton foi colocado pra fora do jogo em função de uma falta e o agressor só levou amarelo, continuando a distribuir bordoadas. Ah, mas ele deu um pênalti pro Vasco! Também se não desse aquilo ele tinha que ira pra cadeia depois do jogo.
.
Sds vascaínas a todos!

2 comentários:

Carlos Junior disse...

Tem que ser assim, quando nao der na tecnica tem que ser na garra. Foi um jogo em que nao jogamos nada no primeiro tempo e um pouco melhor no segundo. O que prova que nosso time é muito superior aos outros mais uma vez, ate jogando mal vencemos... Só quero ver quando o Vascão jogar completo e bem, só vai dar goleada!!

Abração

Gremista Fanático disse...

Isso ai Diego, o que importa quando o jogo não flui são os 3 pontos e isso o Vasco conseguiu, e aliada a derrota do Atletico ficou melhor ainda, valeu, abraço.

Saudações do Gremista Fanático