domingo, 30 de março de 2008

Classificado, mas jogando assim...

não haverá outro destino que não seja mais uma eliminação nas semifinais.
Com a derrota do Americano para o Boavista, o Vasco garantiu a vaga para as semifinais mesmo com o revés diante do Volta Redonda. Com o Botafogo já garantido no primeiro lugar, a partida contra o Flamengo não mudará nada em termos de classificação no nosso grupo B.
Com a classificação garantida, o time entrou sonolento em campo. O Voltaço tinha bastante posse de bola e ameaçava, principalmente pela direita com o baixinho Renan. Entretanto, na primeira finalização vascaína do jogo, Alan Kardec marcou com mais uma de suas cabeçadas indefensáveis, após cruzamento perfeito de Leandro Bomfim. Vasco 1x0 aos 14 minutos de jogo.
Poderia ser o início de mais uma goleada. Poderia, se o time não seguisse tão preguiçoso dentro de campo. Logo após sofrer o gol, o Vasco quase sofreu o empate em finalização de Fábio. Tiago salvou duas vezes.
Aos 18, Edu errou passe na esquerda, o Volta Redonda trocou passes e Deni apareceu livre na cara de Tiago para marcar o primeiro gol do aurinegro na partida.
O time adversário permanecia com a bola durante a maior parte do tempo e quando a tinha, o Vasco se deixava dominar pela marcação. Nossa melhor chance na primeira etapa veio dos pés de Morais, que puxou contra-ataque e tentou encobrir Lugão que defendeu. Aos 44, Alex Teixeira teve chance cara a cara com Lugão, mas chutou fraco para a defesa do goleiro.
Na segunda etapa, a chuva desabou na Colina e proporcionou um espetáculo um tanto curioso. Um temporal com um sol de rachar, o que acabou fazendo nascer um arco-íris.
O time criou algumas chances, mas em todas Lugão apareceu bem, salvando o Voltaço. Aos 15 minutos, Alfredo Sampaio recorreu à sua substituição habitual, a entrada de Jean. Edmundo fazia uma partida lastimável, mas sem peito pra tirar o Animal, Sampaio optou por Alex Teixeira, que se não fazia uma bela partida, ao menos tentava, coisa que Edmundo sequer se dava ao trabalho.
O camisa 17 colocou no jogo sua habitual velocidade, mas sem produzir nada de muito efetivo. Quem ameaçava mais era o Volta Redonda, que reclamou de um pênalti não marcado, que de onde estava no estádio pareceu acontecer. Aos 22 minutos, não teve jeito, após contra ataque, Marcinho cortou Xavier e bateu bonito, no ângulo de Tiago, que mal posicionado não alcançou.
Na base do abafa, mas sem qualidade, o Vasco tentou pressionar e teve sua melhor chance com Souza, que chutou na trave após boa defesa de Lugão em cobrança de falta de Edmundo.
.
Quando se perde, é normal que se tente achar culpados ou razões para o resultado negativo. Qualquer um que eu tente apontar será um injustiçado em uma tarde tão infeliz (incompetente) de todo o conjunto.
Vou enumerar as que percebi e peço que me ajudem se lembrarem de mais algum motivo de nossa derrota.
O Volta Redonda tem um time razoável, com alguns jogadores com passagens por times grandes, como os atacantes Deni e Fábio, o volante Ives e o meia Gláuber. Antes do Estadual, até imaginei que fossem dar mais trabalho, mas o time acabou em nada ameaçando os quatro grandes. De qualquer forma, são apenas o Volta Redonda, e com todo respeito, não tem time pra vencer um gigante como o Vasco nunca.
Mas venceram, muito mais pelos nossos próprios erros que por méritos. O Vasco foi um time apático, sem dedicação, sem alma, sem técnica, sem nada que honrasse a grandeza do nosso Clube. Classificados ou não, a motivação tem que ser sempre a de honrar esse Clube, ainda mais com o jogo sendo transmitido para todo o mundo pela TV.
O Vasco tem duas estátuas em São Januário. Uma é de bronze, atrás de um dos gols e a outra é de carne e osso e se arrasta em campo com a camisa 10. Edmundo, sempre terá meu respeito e admiração, por tudo que fez com a nossa camisa em suas passagens por aqui. Em especial em 1997, quando foi o melhor jogador do mundo na temporada. Justamente para manter todas essa idolatria de nossa torcida, o melhor seria que parasse após esse Estadual. Tem sido presa fácil para qualquer marcador mais dedicado, erra passes em demasia e irrita a torcida jogo após jogo.
Ai entra o outro problema. Um técnico que não tem peito pra tirar o jogador mais badalado do time. Edmundo só sai quando é pra ser poupado, nunca por opção técnica, o que devia ter acontecido ontem. Jean tinha que entrar e como não podia tirar Alan Kardec por ter feito um gol, Sampaio foi lá e tirou Alex Teixeira, deixando o time com três atacantes, mas nenhum trabalho de meio que fizesse a bola chegar com razoável qualidade a frente.
Wagner Diniz não é craque, mas atualmente é o jogador que mais nos faz falta. Na sua ausência, fomos obrigados a sofrer com Marcus Vinícius, para quem não encontrei adjetivos que explicassem tamanha falta de aptidão para o futebol. Será que só os torcedores enxergam que os dois meninos dos juniores (Renato e Brasinha) são muito melhores que esse cidadão que nunca deveria ter sequer posto o pé dentro de São Januário? O que você faz todo dia nos treinamentos, Sampaio, que não vê que esse jogador não pode jogar no Vasco? Souza que nem lateral é, foi muito melhor que ele nos poucos minutos que esteve em campo.
Jonílson foi outro que fez muita falta. O que é Xavier? Aquela cabeça careca tem o que dentro? O cara não marca ninguém, até a vó dele deve driblá-lo. Até Leandro Bomfim que não é volante de natureza tem marcado muito melhor que ele marcou ontem. Diante dele, até Ives, do Volta Redonda (lembram dele?) pareceu craque.
Enfim, razões para a derrota não faltaram. O resultado não mudou nada na classificação, mas deixa muita preocupação para o que vem pela frente. Quinta temos o Bragantino pela Copa do Brasil e jogando desse jeito, como um bando de peladeiros de fim de semana, seremos eliminados dentro de casa.
.
Pelo Estadual de Juniores, mais uma vitória. Os meninos do Voltaço não foram páreos para nossa molecada, que com dois gols de Éder garantiu a liderança absoluta do Grupo B, com 18 pontos, contra os 9 pontos de Americano, Resende e Cabofriense. No outro grupo, o segundo lugar deve ser do Fluminense, o que nos daria a chance da revanche da Taça Guanabara.
.
Respondendo aos comentários:
Caligula - Todos nós torcemos pela aposentadoria de Romário, já que ele não aguenta mais jogar profissionalmente. Abraço!
Klaus - Dá pra vencer os grandes, mas a atitude tem que ser muito diferente da de ontem. Abraço!
Aline - Vaga garantida, mas o futebol foi decepcionante, neh. Que venha o urubu, mas temo que ogar com garra, senão... Sds!
Saopaulina - O fds foi ótimo e espero que o seu tbm. Com certeza foi melhor, já que seu time ganhou, e o meu...Bjs!
Wilson - Ontem consegui chegar bem cedo, enfim. To na torcida pelo Mequinha, mas nem do mesquita ganharam. Assim fica difícil. Quem saiba vençamos nosso primeiro clássico domingo, contra seu fla...rs. Abraço!
Arthur - Coitado do Mequinha, tempos difíceis. Podemos ganhar do Flu, mas com muito mais atitude que ontem.
Vinicius - O Alfredo entende muito de tática, como poucos no Brasil, eu diria. Mas pra ser um grande técnico ainda falta algo a mais, que pode vir com o tempo. Hoje, ele parece ainda não estar pronto.
.
Sds vascaínas a todos!

Um comentário:

Munigalo disse...

Diego,
O Vasco com outros clubes brasileiros,precisam se reforçar e tomar vergonha na cara...No brasileiro todo cuidado é pouco, o corinthians é um exemplo...O meu time o galo foi rebaixado em 2005, e conseguiu voltar a primeirona, mais a experiência não é boa. É um pesadelo!!! Então é melhor não só o Vasco, mas outros times abrirem o olho, porque o bicho vai pegar!!!
Abração e tem post novo no meu blog e no boteco futebol, e interessa os vascaínos,é só os jogadores que beijam a camisa...fazem juras de amor...e depois dão uma banana pro clube, e o Leandro Amaral é um exemplo...Outro dia ele tava beijando a camisa do Vasco, hoje ele bate no peito, com a camisa do Fluminenese..Vai entender...
Abração