segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Filme repetido

O torcedor vascaíno que assistiu ao jogo de ontem, com certeza se lembrou da partida do primeiro turno contra o Palmeiras. Na ocasião, o time vencia por 2x0 e permitiu a virada por 3x2. Porém, o empate de ontem conseguiu ser pior que a citada derrota. Primeiro porque jogamos contra um time muito ruim. Também porque vencíamos por 3x0 já no segundo tempo e mesmo assim deixamos o adversário empatar. Nem parecia o Vasco em campo, mas sim o Botafogo.
Na verdade, o resultado poderia ter sido outro desde o início. O Figueirense atacou mais, mandou uma bola na trave e fez Cássio trabalhar. Tirando os gols, o Vasco só teve uma grande chance, com Leandro Amaral no primeiro tempo. O gol no fim do primeiro tempo deu tranqüilidade à equipe, que acabou fazendo mais dois no começo da segunda etapa. Porém, o Figueira partiu pra cima, e chegou ao seu empate, e poderia até mesmo ter virado, o que não seria nada injusto. De positivo ficam as boas atuações de Conca e Leandro Bonfim no meio.
Não sou do tipo que joga a culpa dos insucessos em falta de caráter ou vergonha na cara dos jogadores. Prefiro analisar tecnicamente o futebol, até porque jogo e sei que dificilmente um atleta faz corpo mole, em respeito aos seus amigos de time.
Ao assumir o comando do Vasco, Espinosa foi claro em dizer que iria fazer o time jogar pra frente. Atingiu seu objetivo, porém a defesa que vinha bem durante quase todo o campeonato passou a sofrer mais gols do que antes. Só pra citar um dado matemático: Com Roth, a média de gols feitos era de 1,41 p/jogo. Com Espinosa essa média subiu para 2,25 p/jogo. Já a média de gols sofridos na Era Roth foi de 1,19 e com Espinosa subiu para 2,25.
Taticamente, isso é perfeitamente explicável. Durante quase todo o campeonato, jogamos com 3 zagueiros, 2 volantes, 1 ou 2 meias e 1 ou 2 atacantes. Mesmo nas poucas vezes em que usou só 2 zagueiros de origem, Roth puxou Amaral para a zaga. Dessa forma nosso sistema defensivo era mais forte. Espinosa tirou um zagueiro e colocou Leandro Bomfim, fazendo com que o time tivesse maior poder de fogo. A defesa por sua vez ficou mais desguarnecida.
Jorge Luiz declarou essa semana que era mais difícil para a defesa jogar só com 2 zagueiros de área. Muita gente criticou-o pela declaração, mas fui um dos que o defendi. Acho o 4-4-2 melhor que o 3-5-2, mas uma mudança de esquema precisa ser treinada. Ontem todas as vezes que o Figueira partiu pra cima tivemos problemas. Quando Peter entrou fazendo um 3º atacante, eles passaram a ter domínio absoluto e a virada só não veio por sorte. Isso não foi somente no jogo de ontem. Já contra o Palmeiras e contra o Inter, a defesa apresentou muitos buracos e os adversários criaram muitas chances.
Espero que essa semana sirva para que o treinador organize o sistema defensivo, sem enfraquecer o ataque. Quero ver o time jogando pra frente, fazendo gols, mas sem ficar sofrendo muitos lá atrás. Dessa forma poderemos alcançar duas vitórias nos últimos jogos e encerrar o ano bem.
.
Saímos da zona da Sul-Americana, mas na verdade isso pouco me importa. Esse negócio de comemorar vaga em competição é bom para times como Náutico, Sport, Figueirense, Atlético-PR...que são times medianos. Times grandes como o Vasco, devem buscar títulos e é realmente decepcionante ver como alguns times comemoram como se fosse um título uma vaga em competição continental.
.
***Por fim, sou obrigado a quebrar uma regra do blog, sobre só falar do Vasco. Tenho que elogiar o fantástico goleiro do Corinthians, Felipe. Não é de hoje que elogio o goleiro, mas esse fim de semana fiquei ainda mais fascinado. Vi no YOUTUBE vídeos com suas melhores defesas. Suas atuações esse ano são do mais alto nível. Se não bastasse o talento, ainda possui uma grande personalidade e ontem na hora que o time mais precisou fez a defesa mais importante de sua carreira. Nunca gostei do Corinthians, mas confesso que não quero vê-los cair, única e exclusivamente por seu goleiro. Pena que é o próximo adversário do Vasco...
.
Sds vascaínas a todos!

4 comentários:

Anônimo disse...

realmente diego esse filipe agarra muito... mas nos temos q se contentar com cassio...aff


add vc no meu msn
pa gente trocar uma ideia as veses
sergio

abraço
S.V

Carlão Azul disse...

É meu nobre, filme repetido pra vcs vascaínos, só que com um final menos amargo que a reprise para os Cruzeirenses.
O jogo foi emocionante principalmente no 2º tempo, quando os torcedores do Figueira já não acreditavam o Figueira foi lá e buscou o empate. Creio que foi mais mérito do Figueira que falha do Vasco.
Sds. Celestes

SITE/BLOG
www.SOUCRUZEIRENSE.9f.com
www.SOUCRUZEIRENSE.blogspot.com
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

Vinicius Grissi disse...

Realmente o resultado acabou sendo bom para o Vasco pelo que fizeram os dois times.

E sim, o Felipe é um fenômeno. Na próxima rodada o Vasco tem uma parada torta pela frente. A Sul-Americana pode ficar distante.

Rafael Fontes disse...

O Figueirense apesar de ser muito ruim é uma caixinha de surpresas e vive aprontando no campeonato.

Quanto ao Felipe, com certeza o Corinthians ainda não caiu por causa dele.

E agora, será que teremos o duelo Romário X Felipe?

Abraços....