segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Na trave!

Na decisão da Taça Guanabara, o Vasco foi derrotado neste domingo pelo Fluminense por 3x1 no Engenhão. A vitória deu ao Tricolor vaga antecipada na decisão do Estadual e obriga o Gigante da Colina a lutar pela Taça Rio, que já começa neste meio de semana. Apesar de pressionar e até mesmo finalizar mais do que o adversário, o Vascão só balançou a rede nos minutos finais, com Eduardo Costa. Sem tempo para desânimo, quarta-feira já é dia de encarar o Bonsucesso, em São Januário.

Embalada pelos 100% de aproveitamento, a torcida compareceu em peso ao Engenhão e apoiou desde antes da bola rolar. Nos primeiros minutos, leve domínio tricolor, abusando da velocidade de Wellington Nem. Quando passou a usar da mesma arma, com William Barbio, o Vasco equilibrou as ações, mesmo esbarrando na arbitragem tendenciosa de Marcelo de Lima Henrique.

Aos 33, Diego Souza mandou belo chute na trave de Cavalieri, na melhor chance do Vasco no primeiro tempo. Na sequência da jogada, um minuto depois, Fágner derrubou Nem dentro da área. Pênalti claro que Fred cobrou com categoria para abrir o placar.

Pouco depois, nova chance de Diego Souza, em cabeçada que passou tirando tinta da trave. A máxima do "quem não faz, leva" se fez presente outra vez e em cruzamento inteligente, Deco enganou Fernando Prass e ampliou. Falha do goleiro, mas inteligência do Mago Tricolor.

O 2x0 desnorteou o Vasco, que quase leva o terceiro ainda no primeiro tempo. A virada era possível, mas era preciso ser kamikaze e correr o risco de contra-ataques, o que acabou se consumando na segunda etapa.

Começamos com tudo, martelando o Fluminense desde a saída de bola. Porém aos 11, na primeira saída tricolor, Thiago Neves rolou para Fred fuzilar a rede de Prass. 3x0! Mesmo restando ainda mais de 30 minutos, os tricolores já soltavam o grito de campeão.

Cada vez mais avançado, o Vasco atacava de todas as formas, mas dava espaços. Tanto que as melhores chances seguiam sendo do Flu. Com Dedé de centroavante, viramos o time dos chuveirinhos, e diminuímos aos 37 com Eduardo Costa, em seu primeiro gol pelo Vasco.

Na saída de bola, já a roubamos e Dedé cabeceou na trave. Foi uma sequência incrível de ataques que silenciou o lado tricolor e deixou a parte vascaína do Engenhão ensandecida. Novamente a bola não quis entrar, no que poderia ser uma reação histórica em menos de 10 minutos.

A taça teve mesmo o destino das Laranjeiras, mas caímos de pé. Não é hora de fazer caça às bruxas ou achar que tudo está errado. Temos 4 grandes no Estado e somente um pode vencer. Cabe reconhecer os méritos do adversário, que ontem fez por merecer pelo capricho na hora de definir.

Pequenos ajustes sempre são necessários, mas estamos no caminho certo, que começou a ser trilhado quando Ricardo Gomes assumiu na Taça GB 2011 e Cristóvão seguiu tocando o barco. Quarta-feira a caminhada continua, lembrando que na próxima semana temos Libertadores.

Força Vascão!


Sds vascaínas a todos!

2 comentários:

Rui Moura disse...

Diego, é esse o 'probleminha' do campeonato carioca: nem dá tempo para enxugar lágrimas ou sequer vertê-las; e quase nem dá tempo para sorrir com a vitória. Sou contra os moldes deste campeonato, que constitui um 'assassínio futebolístico'. Entre 60 a 70 jogos por ano por clube é coisa bárbara...

Apesar de apreciar pouco os regionais, torci pelo Vasco, mas...

Abraços Alvinegros!

Marcos disse...

Hola!
Soy marcos! Acabo de ver tu web y me ha gustado mucho! Te interesaría hacer enlaces con nosotros? yo tengo estas webs:
http://www.partidosendirecto.es/ texto: Futbol en directo
¿Que te parece la idea?? Os pondríamos en la página principal.
un saludo!
Mi email es info@partidosendirecto.es