segunda-feira, 8 de junho de 2009

Dois pontos perdidos

Mesmo jogando em casa e com o apoio da torcida, o Vasco não conseguiu superar o São Caetano no sábado à noite. Jogando com um a menos por toda a segunda etapa, o time cruzmaltino não passou de um 0x0, caindo para a 4ª colocação no Brasileiro da Série B. O destaque do time foi o goleiro Fernando Prass, que fez grandes defesas no segundo tempo.
Com um jogo marcado para às 21 horas de sábado, o público compareceu em número mediano. Mesmo devagar, o time vascaíno chegava bem à frente. A melhor chance do primeiro tempo foi de Élton em cabeçada a queima roupa por Luiz. O mesmo Élton, que havia recebido cartão amarelo no meio da primeira etapa, deu carrinho desnecessário na linha lateral e foi corretamente expulso. Se o lance do amarelo era passível de cartão, não deu pra ver bem no estádio, mas um jogador que já foi advertido não pode dar um carrinho idiota como aquele.
Porém, minutos antes, o volante Dias, que já tinha amarelo, fez falta dura e o juiz claramente pipocou de expulsar. Dorival Jr. reclamou com razão da arbitragem, mas como o homem do apito estava com uma má vontade monstro contra o Vasco, expulsou também nosso comandante.
O time voltou apático e dando muito espaços. O São Caetano saiu do 3-5-2 e partiu para o 4-4-2, com mais toques de bola pelo meio. Visando uma melhor ocupação destes espaços, Dorival sacou Léo Lima e Amaral para entrada de Ernani e Mateus. O grandalhão vindo do Americano não justificou a disputa que o Vasco se meteu pela sua contratação, indo muito mal tanto na marcação como na criação de jogadas. Lá atrás, quem brilhava era Fernando Prass. Em uma saída de gol, ele roubou a bola do atacante Marinho, driblou um adversário antes de lançar no peito de um atacante nosso. A torcida foi a loucura.
Como Pimpão voltava demais, Dorival optou pela entrada de Edgar, trazendo Carlos Alberto de volta à armação. Apesar de segurar mais a defesa, o grandalhão apenas foi visto perdendo uma grande chance nos minutos finais.
Ainda sobre o segundo tempo, cabe um parênteses. O árbitro até deu alguns amarelos para o São Caetano. Porém, sempre que um jogador já advertido fazia outra falta dura, ele rateava na hora de expulsar. A atuação do soprador de apito gerou tanta indignação minha e de toda a torcida presente no estádio, que caso o Vasco tivesse vencido, o texto seria sobre arbitragem. Como não venceu, fica apenas o protesto por mais um jogo onde fomos claramente prejudicados pela arbitragem. Dessa vez não houve gol anulado ou pênalti não marcado, mas uma clara falta de critério na distribuição de cartões, o que nos fez jogar com um a menos por mais da metade do jogo, o que sabemos que dificulta bastante o trabalho de uma equipe.
Perder dois pontos em casa para um time fraco como o do São Caetano é o tipo de tropeço que não pode acontecer. Com apenas cinco rodadas disputadas, ainda dá tempo de correr atrás, mas não custa lembrar que já estamos cinco pontos atrás do lider Guarani. Aliás, esse é o nosso próximo adversário, sábado em Campinas. Uma vitória é fundamental e obrigatória para o bom andamento de noss caminhada na Série B.
Ah, e de preferência com a cabeça bem fria. Ok, Élton? Ok, Nilton?
.
O Vasco atuou com: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral (Mateus), Nilton, Léo Lima (Ernani) e Carlos Alberto; Pimpão (Edgar) e Élton. Não entraram: Tiago, Rafael Morisco, Bruno Gallo e Alan Kardec.
.
ATÉ QUANDO VAI A PALHAÇADA? FOMOS ROUBADOS NO PARANÁ, EM SÃO PAULO E AGORA ATÉ DENTRO DE CASA. TRÊS JOGOS SEGUIDOS COM A ARBITRAGEM PREJUDICANDO É DEMAIS PRA PACIÊNCIA DE QUALQUER UM.
.
Sds vascaínas a todos!

7 comentários:

Gremista Fanático disse...

Esse jogo não pude assistir mas pelo seu texto pude ver que foi um jogo dificil, mas esta apenas começando a competição e o Vasco com certeza em breve vai assumir a ponta e seguir rumo a seria A, abraço.
Saudações do Gremista Fanático

Vinicius Grissi disse...

Não vi o jogo. Mas vi o lance da expulsão, e o Élton foi bem expulso. Pontos perdidos pelo Vasco, que podem fazer falta mais à frente. Porém, o time é forte e dará a volta por cima.

João Medeiros disse...

Fala Diego,

Tá brabo contra a gente. Erro atrás de erro de arbitragem. Mas o time caiu um pouco de rendimento também. O Nilton já não está jogando como jogava antes da contusão no ombro. O time deve melhorar. A partida de sábado contra o Guarani é fundamental para as nossas pretensões de ganharmos o título. Porque temos que subir com o título. Não devemos aceitar menos que isso. Abração.

Maldita Futebol Clube disse...

tÁ FEIA A COISA, MAS NÃO SE PODE JOGAR A LAMA SÓ NA JUÍZADA, ELES NÃO TEM CULPA DOP ELTONA NÃO METER A CABEÇA NA BOLA, NO PAACAEMBU E DE TER PERDIDO AQUELE GOL BIZSONHO NO MARACA, E MUITO MENOS DO CARRINHO QUE ELE DEU. NEM DAS ENTRADAS DE EDGAR E FERNANDINHO! POIS É, MAS COM TUDO ISSO ELES AINDA RTEIMAM EM NOS SACANEAR! ROUBO MESMO FOI O DO PACAEMBU, O DO PARANA FOI UM ASSALTINHO E O DE SÃO JANÚ UM PEQUENO DOLO...O FATO PÉ QUE TÃO FRACO QT NOSSO TIME É O NÍVEL DA ARBITRAGEM NESSE PAÍS, E NÃO AGUENTO MAIS BLÁBLA´BLA DE MATERIAL ESPORTIVO E ELETROBRÁS, OU DÁ OU NÃO DÁ! ABS, ESTOU PUTO COM ESSAS FALTA DE VITÓRIAS, DESCULPE MEU AMIGO! BAS, LEANDRO

Maldita Futebol Clube disse...

PUTZ. E QUE PROPAGANDA HORROOROSA!

Almirante disse...

Tah complicado. Nesse jogo até encontro uma desculpa, mas a aprtir de agora, acabaram-se as desculpas. Temos que vencer os adversários e as arbitragens, é o jeito.

Vinicius Grissi disse...

Ok. De fato, você concordou com a expulsão. Falha nossa!

Agora, o outro lance também foi pesado, e merecia cartão vermelho.