segunda-feira, 4 de maio de 2009

Desnecessário

Para uma equipe, um amistoso. Para a outra, o jogo da vida. Resultado: a equipe que jogava o amistoso saiu vitoriosa no placar, 3x2, mas com mais prejuízos com lesões. Os gols da vitória foram marcados por Léo Lima, Gian e Edgar. O próximo compromisso do Vasco é contra o Icasa, quarta-feira pela Copa do Brasil.
No já apertado calendário do Vasco foi incluído esse amistoso contra o Santa Cruz, menos de 48 horas após o jogo da Copa do Brasil. Assim, Dorival Jr. optou por uma escalação vai-quem-pode e apenas quatro titulares começaram jogando. Na verdade, estar em campo era apenas um protocolo, já que na próxima semana os jogadores teríam dois desafios importantíssimos. Para nosso adversário, o jogo era uma final de campeonato. Pra quem está na Série D, enfrentar e vencer um grande time do Sudeste era uma questão de honra, ainda que essa honra fosse confundida com violência.
O jogo começou chato e sem chances de gol. Depois dos dez minutos, elas começaram a aparecer. Neto Maranhão e Roger finalizaram para o Santa, enquanto Fagner e Alan Kardec atacaram para o Vasco. Aos 20, Fágner fez falta perto da linha de fundo. Após o cruzamento, a zaga só olhou e Márcio desviou para as redes. Santa 1x0
Com o gol sofrido e a chuva forte que caía, o Vasco acordou. Aos 31, Gian marcou de cabeça, mas o juiz anulou. Aos 39, Bilica meteu a mão na bola dentro da área. Pênalti, que Léo Lima cobrou com categoria. 1x1! No embalo, Ramon cruzou escanteio pela esquerda e Gian marcou em cabeçada que mais parecia um tiro. 2x1! Isso em apenas quatro minutos.
Na volta do intervalo, Dorival fez seis das sete alteraçõs permitidas no amistoso. Aos seis minutos, Alan Kardec recebeu entrada dura e teve que sair do jogo. Élton entrou. Quatro minutos depois, foi ele a apanhar do adversário, que entrou com a sola em sua canela. Cartão vermelho e o agressor ainda saiu aplaudido pela sua torcida.
Mesmo com um a menos, nosso adversário empatou. Neto Maranhão cobrou rasteiro, a bola passou no meio da barreira e Fernando Prass não defendeu. O Vasco apenas cumpria sua obrigação de estar em campo, mas aos 24 ganhou um presente. Bilica tocou no peito de Edgar que só deslocou o goleiro, marcando o gol da vitória. No fim, Fernando Prass ainda rateou, mas a zaga cortou no rebote e o placar ficou mesmo no 3x2.
No fim, nem mesmo para observar os reservas a partida serviu. Felizmente vencemos, já que um resultado diferente disso poderia gerar uma pressão desnecessária para a partida de quarta-feira.
Agora é ir com o que temos de melhor e bater o Icasa.
Escalação Vasco: Tiago (Fernando Prass); Fágner, Vilson, Gian e Ramon (Bruno Gallo); Amaral (Leonardo), Mateus (Paulinho), Enrico (Milton Benítez) e Léo Lima; Rodrigo Pimpão (Edgar) e Alan Kardec (Elton).
.
Não é porque é do Vasco, não, mas que camisa linda essa ao lado. Ela será usada por nossos goleiros na estréia da Série B, sábado em São Januário. Se ela for colocada à venda, farei um esforço para incluí-la em minha coleção. Como já diz nosso lindo hino: no futebol és um traço, de união Brasil-Portugal.
.
Respondendo aos comentários:
Maldita FC - Pois é, cara, aqui já evito falar de brigs políticas. O momento agora é de união e trabalho. Acho que nossos jogadores vem sendo forçados demais fisicamente. Sobre o amistoso, o texto já é a resposta. Abração!
João - Sempre bom receber gente nova aqui. Mesmo com deficiências é inadmissível empatar com o Icasa. Faltou vontade, tesão de jogar. Faltam peças no banco, mas jogar com 6 reservas seria difícil até pro Barcelona. Quanto ao amistoso, o resultado nada diz. Era melhor que não houvesse jogo. Visitarei lá. Abraço!
.
Sds vascaínas a todos!

3 comentários:

Maldita Futebol Clube disse...

diego , concordo com geral do que disse. só que a camisa tá muito portugesa-SP e com as cores do Flu9verde-vermelho-branco), não gostei, que se mescle o preto do vasco em alguma parte e acruz de malta, com branco ao fundo! e vamos rumo ao titulo da copa do brasil. eu acredito, e você?

Gremista Fanático disse...

Foi apenas um amistoso que não pode ser levado em consideração, tambem gostei da camisa, muito bonita, e Diego valeu pela torcida pelo Grêmio na libertadores, abraço.
Saudações do Gremista Fanático

Anônimo disse...

Diego, estou à caça dessa camisa... Vc sabe aonde encontrá-la, pois ainda não a consegui. Se souber, por favor me avise? Obrigada. ailcekenia@hotmail.com