sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Sonhar não custa nada...no máximo alguns milhões da Unimed

A cada dia surgem mais notícias sobre o sonho do tricoflor, flunimed, tricoletes ou como quiser chamar em ser o novo Vasco da Gama. Seja na cobiça de jogadores ou em outros elementos, a inveja impera nas mentes afeminadas da região das Laranjeiras.
A inveja vem de muito antes do que poderíamos perceber. Vêm desde o início do século passado, quando invejosas do sucesso dos atletas negros do Vasco, tentaram uma artimanha para nos imitar. Puseram pó de arroz em seus atletas de pele escura, burlando assim as regras vigentes à época. Regras essas que o Gigante da Colina se recusou a concordar. A história acabou virando folclore, mas já estava aí uma demonstração clara da inveja desses seres afeminados.
O tempo passou e a inveja de nossos títulos e glórias foi se acumulando através das décadas. Colecionamos Brasileiros e títulos internacionais, enquanto as floridas das Laranjeiras se orgulhavam de serem as maiores vencedoras do Campeonato Estadual. No nosso período mais vitorioso, de 1997 a 2000, colecionamos títulos, enquanto as bibas colecionaram rebaixamentos e a inédita e gloriosa conquista da Série C. Como flamengo e Botafogo não viviam lá períodos tão gloriosos, éramos nós os maiores gozadores (sem maldade, tá) das meninas floridas.
Foi ai que a esperança brotou no Vale das Laranjeiras (que coisinha mais meiga). Em 1999 começou a parceria com a Unimed, atual dona do Clube e logo no ano de estréia conquistaram de maneira heróica a Terceirona. Como brinde, receberam em uma jogada de bastidores uma vaga direta na Série A, dando mais uma mostra do caráter duvidoso dessa gente colorida. Apesar de se acharem com time pra ganhar o Brasileiro, tiveram que assisitir mais um título do Vasco, derrotando o algoz deles, o São Caetano. Mais uma razão pra inveja aumentar.
Vieram tentativas de ida à Libertadores e dois títulos estaduais (02 e 05). Isso 'tudo' bancado pelos milhões da Unimed. Em 2007 conseguiram vencer a Copa do Brasil e enfim chegar à tão sonhada Libertadores. Com dinheiro em caixa começaram pra valer o sonho de se tornar o novo Vasco. Como sonhar não custa nada...
Começaram levando Conca e Leandro Amaral, principais destaques do Vasco à época. Como contra-partida levaram também Ygor, ou melhor PerYgor, um dos maiores bondes da história recente do Gigante da Colina. Antes disso, em 2007 tinham contratado Jean e Alex Dias, atacantes que tiveram destaque no Vasco em anos anteriores mas não brilharam no flor. Até o destino ajudou na missão deles imitarem o Vasco. Na campanha da Libertadores, bateram um time brasileiro nas quartas, um grande argentino na semi e pegaram um equatoriano na final. Porém, aí todo mundo já sabe a diferença. Duas vitórias e taça pro Vascão x goleada na ida e derrota nos pênaltis pro florzinha.
Pra completar foram obrigados a ver Leandro Amaral voltar para o Vasco por meio de ação judicial. Foi a senha para que elas saltassem nas tamancas. Porém não era o fim. Bicha insistente não desiste e continuaram elas na missão.
Após um 2008 sem títulos, continuaram cruzando o caminho do Vasco. Jaílton (não que a gente quisesse esse lixão aqui) estava quase certo na Colina quando os floridos atravessaram o negócio. Botaram um rio de dinheiro na mesa pra esse bonde e levaram. Vai com Deus e rasguem o dinheiro de vocês, pois dinheiro de puta é assim mesmo: vem fácil e vai embora fácil. A montagem do elenco pras bandas do laranjal não pode deixar de passar por uma boa olhada nos noticiários do Vasco. Interessa ou joga no Vasco, passa a interessar na mesma hora ao Flor. E assim também foi com o lateral Leandro, do Porto.
Ah, eles não podiam deixar de dar uma passadinha na Colina pra levar a xepa. Leandro Amaral, o maior perdedor de gols de 2008 voltou pro seu afeminado lar. Leandro 'gorducho' Bomfim, reserva da campanha do rebaixamento, também se foi. Quem parece ir pelo mesmo caminho é o goleiro Rafael. Pra se ter uma idéia da inveja das bibas, elas vão pagar R$ 80 mil ao goleiro pra ser reserva. Ou seja, é só pelo prazer de ter um ex-vascaíno no elenco, já que goleiro do nível dele se acha em qualquer esquina.
A melhor definição das tricoletes foi dada por Vinimperador, no Fórum Net Vasco:
"Os Flowers parecem aquelas vizinhas fofoqueiras que quando sabem de alguma coisa que vc quer vai lá e compra. Se vc vai viajar pra tal lugar quando vc menos espera dá de cara com a vizinha fofoqueira lá... Mas fazer o que né o que esperar de um clube que tem uma torcida que joga talquinho pro alto e não gosta que chamem de viado... coisa de bicha fina..."
Acharam que acabou? Que nada meus amigos. A inveja e imitação vai muito além das quatro linhas. Ela passa pelo uniforme, passa pelo ramo de aluguéis e chega até a internet. Pois é galera, bicha moderna é outra coisa.
No início do ano, foram aprovados pelo Conselho Deliberativo os uniformes para esta temporada. No segundo uniforme, uma clara imitação ao belíssimo uniforme do Vasco. A faixa diagonal pintará na camisa branca, como podem ver na foto da esquerda.
E olha que eles tiveram a chance de fazer diferente. Na reunião inicial, o modelo aprovado tinha a faixa ao contrário, sendo assim, diferente da camisa do Gigante da Colina. Porém, diferente pra eles não serve, tem que ser imitação mesmo. Veja o rascunho no desenho da direita.
A nova dos flowers é querer alugar o Vasco Barra, atual Centro de Treinamento do Vasco. Segundo o jornalista Jorge Nunes, da Rádio Tupi, eles planejam oferecer R$ 120 mil mensais aos proprietários, R$ 40 mil a mais que o Vasco paga atualmente.
O centro é mais usado pelas divisões de base, onde inclusive já treinei. Os profissionais realizam a maior parte das atividades em São Januário. A idéia de copiar o Vasco fica clara, já que existem inúmeros terrenos na área da Barra da Tijuca e Recreio e o próprio flor já dispõe da área de Xerém, maior inclusive que o Vasco-Barra. Do jeito que amam tudo que vêm do Vasco está arriscado mudarem o nome para Flu-Barra e manter a Cruz de Malta na decoração.
Pra encerrar, um dos maiores absurdos virtuais dos últimos tempos. Invejosos do sucesso do Netvasco (site de Clube número 1 no Brasil e quarto não-oficial mais visitado em todo o mundo), tricoflores inventaram o Netflu. O site imitativo data de 28/11/2008, enquanto o original vascaíno é navegável desde 2001. Não recomendo a visita, mas quem quiser conferir pode clicar nos dois links desse parágrafo. Os layouts são semelhantes e o modelo de site também.
Desafio alguém a encontrar netfla, netfogo, netpeixe, nettimão ou qualquer coisa semelhante. Não acharão nada. Só mesmo as tricoletes pra fazer algo do tipo.
Depois dessa vou até me precaver para que não seja criado um http://sou-tricolor.blogspot.com/
.
Respondendo aos comentários:
FC do Cesão - Abraço e bom fim de semana!
Snoopy - Confio no Dinamite, mas creio que ele tem que começar por respeitar a história do Clube, como a atual direção do Botafogo pretende fazer. Abraço e sds!
Kampelo - Se fizer esse quinto uniforme a diretoria merece uma surra. A cada dia explode uma bomba nova na Colina. Onde vamos parar? Precisamos de um atacante melhor do que Elton e Pimpão que podem até ser bons valores, mas não resolvem nosso problema no ataque. Abraço!
Sobre o FC - Sacanagem pura!
.
Sds vascaínas a todos!

4 comentários:

Almirante disse...

quer saber...que as florzinhas gastem o dinheiro todod eles...

nunca serão...

Sobre o Futebol Carioca disse...

que gay auhsuahsua

snoopy em p/b disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

diego,
não suporto esse clube aí.
essa de atravessar contratações, eles vêm fazendo com o botafogo há anos. o botafogo quer? eles vão atrás também.
ridículos!!!

a da blusa nova do nenCCC foi de lascar. puts!!!

abraço!!!

Maldita Futebol Clube disse...

Só o Florminense mesmo, o fashion Flu...i a inveja é uma m.... mas quem nasceu pra tirica do campo ,nunca será paisagem! cara, diego pinta lá no MFC, tem surpresa pra ti! abraços, leandro