quinta-feira, 24 de julho de 2008

Quando parece que vai...

Durante o jogo escrevi mentalmente esse post inúmeras vezes. Com um filme em que os personagens mudam de heróis a vilões a todo instante, o clássico de ontem teve todos os ingredientes de uma grande partida. No fim, um empate com gosto amargo para as duas equipes, com o Vasco perdendo a vantagem de dois gols que tinha e o Fluminense permanecendo na zona de rebaixamento.
Com um público pequeno, menos de 20.000 pagantes, Vasco e Fluminense entraram em campo, apoiados por suas torcidas, esperançosas em uma subida na tabela. Antônio Lopes dessa vez escalou bem o Vasco. Com duas linhas de quatro no meio de campo, as trocas entre os meias e os alas eram constantes e muito se criava pelos lados. No meio, Conca era presa fácil para Rodrigo Antônio e Souza, o que deixava o tricolor inofensivo e o Vasco muito forte.

Aos 14 minutos, após bela tabela tabela de Morais e Wagner Diniz, o lateral cruzou e Leandro Amaral teve a chance mais clara da história do futebol. Dentro da pequena área, sem absolutamente ninguém por perto, chutou por cima o que seria o primeiro gol do Vasco. Logo ele que era o personagem principal do duelo, após sua passagem polêmica pelas Laranjeiras no início do ano. Não foram poucos os xingamentos ao camisa 11 após o bizarro lance. Dentro de campo, Edmundo foi lá e deu um abraço em Leandro, mostrando seu apoio ao companheiro.
Quatro minutos depois, em mais uma bela jogada pelo lado, dessa vez pela esquerda, Edu lançou Madson, que cruzou para Edmundo empurrar para o fundo das redes e fazer a galera vascaína explodir no Maraca. "Ah, é Edmundoooo!!" era o grito que ecoava pelos cantos do Maior do Mundo. O Vasco seguiu melhor e o Fluminense atacava de forma desordenada, carente de talento no meio-campo. O jogo foi para o intervalo e de um lado se ouvia festa e do outro apenas o silêncio na Le Boy.

Vendo seu time dominado em campo, Renato Gayúcho tirou o fraco Maurício e colocou o menino Tartá, dando mais força ao ataque e desprotegendo a fraca defesa, que sem Thiago Silva não é nada. Aos 8 minutos, Leandro Amaral fez as pazes de vez com a torcida. Em uma grande arrancada entrou na área e tocou no canto de Ricardo Berna, fazendo a torcida explodir no Maracanã. Depois de um gol desse, até aqueles que guardam mágoa do atacante a deixaram de lado por um instante. 2x0
Em meio a tanta festa, bandeiras e fumaça não vi o gol de Washington. Só vi os coloridos pulando do outro lado do estádio, após a desatenção da defesa, que pareceu ter se contagiado pela festa da galera. Enquanto eles acreditavam do lado de lá, de cá nós ainda comemorávamos, quando em contra-ataque pela Morais cruzou da esquerda para bela conclusão do craque Edmundo que fuzilou o pobre Berna. Mais festa e mais silêncio da bicharada. Sem dó, eles vaiavam e xingavam o time, chegando a colocar uma faixa ao contrário. Aquela altura, nem mesmo eles acreditavam mais no empate e em minha mente já preparava o texto de hoje.
Em lance casual, Rodrigo Antônio (sempre ele) burramente derrubou Dodô dentro da área em lance que pouco oferecia perigo. Washington, que só bate pênalti bem contra o Vasco, colocou na gaveta, sem chances para Tiago. Ainda de forma desordenada, os tricolores partiram para o ataque e de forma inacreditável empataram. Somália com seus 800 metros de perna, todo desengonçado, passou pelo Marcus Vinicíus (o que é Marcus Vinicius) e cruzou para Tartá livre empurrar para as redes. Vale lembrar que o inútil Marcus Vinícius entrou na esquerda substituindo Edu que fazia boa partida até se machucar.
Em lance que sequer acertou o adversário, Morais foi expulso por abuso de força. Lance de interpretação, mas nosso camisa 98 mereceu pelo nervosismo em campo, apesar da boa atuação. O jogo ficou lá e cá até o final e os dois times podiam ter vencido em lances de Jean, Dodô e Wagner Diniz. Acabou mesmo empatado em resultado ruim para os dois times, que se mantém na parte de baixo da tabela. Domingo tem o Santos e se Lopes mantiver a postura do time podemos sonhar com um bom resultado.
.
Ontem nosso treinador foi bem. Pela primeira vez no ano, Lopes deu um padrão tático à equipe, que atuou muito bem na maior parte do tempo, sendo superior ao adversário. Não fose se por erros bobos e desatenção, teríamos vencido a partida com bastante facilidade. Infelizmente esses detalhes fazem parte do futebol, mas pra quem andava totalmente desesperançoso, o volume de jogo de ontem traz esperanças. Só esperamos que Lopes mantenha o padrão tático da equipe nas próximas partidas, ao invés de inventar táticas estapafúrdias.
Destaques positivos para quase todo o time, em especial para a dupla de ataque, que fez grande partida. Os laterais e meias fora muito bem trocando de posição e fazendo tabelas que envolveram o adversário. A defesa mais uma vez mostrou fragilidade, em especial Rodrigo Antônio e Marcus Vinícius que foram os principais responsáveis pelo empate de ontem.
Que a lesão de Edu não seja grave e o moleque possa continuar no time e crescendo, após o bom desempenho de ontem. Madson, jogando como meia foi peça chave e com sua habilidade e velocidade pode ser uma grande arma ofensiva, já que marcar ele não sabe, o que o impossibilita de jogar na lateral.
Ficou o gosto amargo de quem tem o doce na boca e perde, mas já deu pra perceber que com organização tática e vontade, como venho pedindo aqui, podemos fazer uma campanha muito melhor do que estamos fazendo. Que a lição positiva de ontem fique na cabeça de Lopes e de seus comandados.
.
Respondendo aos comentários:
Jorge - Juninho fez história aqui e partiu para fazer no Lyon. Que retorne para continuar sua saga no Vasco. Abraço!
Saopaulina - Grande clássico! Até minha avó fazia aquele gol, mas Leandro depois se redimiu com um golaço. Vasco jogou muito e que assim continue. Bjs!
Aline - Ninguém nunca vai chegar aos pés do Vasco. E aí, como foi a primeira vez no Maraca? Sds!
Fábio - Grande Vasco e grande vitória do Fogo ontem. Parabéns!
.
Sds vascaínas a todos!

6 comentários:

Munigalo disse...

E ai Diego,
O Vasco ontem jogou bem, mas bobeou e cedeu o empate ao Fluminense. O terceiro gol do Flu do Tartar foi uma falha terrível da defesa. E eu ainda confio numa recuperação do Galo, e que ela venha mesmo que comece contra o Vasco. O Leandro Amaral perdeu um gol feito ontem hein, inacreditável hein, até minha avó fazia....
Abraço

Jorge Costa disse...

Diego
Mas uma vez a zaga falhou e a vitória que já estava desenhada teve um gosto amargo de empate e fustrou os seu torcedores de enfim ganhar um Clássico.
Seu pedido foi atendido sobre o jogo do Paysandu contra o Boca Juniors. Já está publicado.
Abraços

sobre o futebol carioca 2008 disse...

que mole o Vasco deu ontem hein, caraca.
que gol o Leandro Amaral perdeu na pequena area,putssss.
o vasco deu muito azar ontem.tinha tudo pra sair com vitoria desse jogo.
ai o flu empatou. é foi um grande classico dos cariocas

Maldita Futebol Clube disse...

Tá dificil companheiro. O Lopes me substitui o garto Edu que estava bem, pelo bolha do Marcus Vinicius, que sequer uma partida digna de Vasco fez. Quem é o empresáriuo desse cara? E o pior, aops 12 do segundo tempo. repare que o Flu empatou por ali por aquele setor, com erros dele. Acho que a caixa preta foi aberta, agora as feridas serão consertadas e teremos um novo vasco, com um tempo de austeridade e paciência principalmente. Mas teremos o orgulho de dizer sou VASCO, de cabeça em pé, com peito aberto, não com vergonha como era com o nefasto. Brilhante blog, belas palavras.
Segunda estamos na flu am 540, sextas no jornal o Fluminense com coluna semanal e diariamente pelo site www.malditafutebolclube.com.br ou no blog cheio de novidades tb...sds vascainas...Leandro

Danni Alves Corinthiana disse...

oi tudo bem?
nossa que jogo
pena que não vi
Beijos

Aline disse...

NOSSA!!! SÓ NÃO FOI A NOITE PERFEITA PORQUE NÃO VEIO A VITÓRIA...
No 1° tempo o time esteve muito bem, praticamente não deu chance pro fluminense.
Até o Edmundo, mesmo paradão, fazia suas jogadas. E numa delas saiu o primeiro do Vascão!!! Gritei muito!
Achei que o Mercenário estivesse de palhaçada com a minha cara quando errou aquele chute embaixo da trave... Mesmo marcando no começo do 2° tempo, eu não gritei o nome dele, não esqueço o que ele fez, nunca esquecerei!
Aliás, começamos bem o 2° tempo tb. Só que a porra do Washington diminuiu logo após o gol... Mal deu pra comemorar!
A solução foi de novo Edmundo, que estava em noite inspirada. Belo gol... E 3x1 no placar. Jogo ganho? Não quando se tem um árbitro que não estava mal intencionado, mas a meu ver marcou um pênalti inexistente. Washington FDP foi lá e marcou... Tiago até foi no lado certo, mas a bola foi por cima. Ok, 3x2. Agora a fatura está liquidada, certo? Não quando se tem uma zaga como a do Vasco, que em um lance bizonho perdeu a bola e deixou Tartá livre para empatar... Taquepariu!
[:x]
O Vasco ainda tentou com Jean, em um ótimo chute, mas o goleiro foi bem.
Nem vi o jogo terminar, só um monte de vaias...

Na minha opinião, o Vasco teve muito mais volume de jogo e mais vontade tb, de modo que merecia ter saido com a vitória. Até a zaga esteve bem na 1ª etapa...
Não gostei da reação da torcida que saiu xingando o time, o técnico (que estiveram muito bem!) e o Dinamite (que não tem culpa nenhuma pelo empate!)
Gostei de ver que o time não tá fazendo corpo mole nenhum, isso é especulação!

Amei ter ido ao Maraca, muito bom! Ver meu Vascão jogar não tem preço!

SAUDAÇÕES CRUZMALTINíSSIMAS!!!
Hahahahahahahahahahahsha