sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

O Vasco e os outros

Com a parada de dez dias sem jogos, poucas são as notícias do Vasco. Para não deixar o Blog parado, transcrevo aqui um texto originalmente publicado no Blog O PAÍS VASCO:
Quando se fizer uma pesquisa sobre os clubes de futebol do Rio de Janeiro, é melhor separá-la em duas partes: uma exclusiva para o Club de Regatas Vasco da Gama e outra para os restantes.
A começar pelo nome. Os outros nasceram de vocações bairristas, por isso nomes com referências que não ultrapassam o estado onde surgiram. O Vasco não. O Vasco tem nome e sobrenome. Da difícil escolha a ser feita, durante a fundação do Club, de um nome que representasse uma colônia, mas ao mesmo tempo não segregasse pessoas que não pertencessem à ela, surgiu a solução inusitada de um nome próprio. Nome de um herói, cuja existência foi real mas sua história o fez mito, que a herança portuguesa deixou nessas terras em meio a tantos outros. Vasco da Gama. O irônico é que, mesmo com sobrenome, a torcida cruzmaltina é a única que não precisa recorrer a apelidos, amputando sílabas aleatoriamente para formar monossílabos e dissílabos que caibam em seus gritos. O nome Vasco pode ser cantado sem maiores dificuldades, e possui um “a” de pronúncia aberta, sempre abafando os nomes com as outras vogais na batalha dos gritos nos estádios. Váááááááááásco!
Os outros clubes são identificados por suas cores. Infelizmente para eles há centenas de outros clubes espalhados pelo mundo com as mesmas cores – por isso esses adjetivos nunca são suficientes. O Vasco não. O Vasco traz na adjetivação de tudo que se relaciona e ele o seu símbolo, resultando numa qualidade que não deixa dúvidas quando proferida: Cruzmaltino. Em meio a tantos alvinegros, rubro-negros, tricolores e multicolores que surgiram, há um Clube com um símbolo tão forte que sobrepujou suas cores, e é através dele que se dá sua identidade.
Os outros clubes surgiram com vergonha de suas origens. Foram fundados pela elite fascista, que tinha vergonha de ser brasileira de origem portuguesa, desejando ser inglesa ou alemã. Se pudessem erradicariam da cidade aqueles milhares de escravos libertos e seus descendentes. O Vasco não. O Vasco traz o orgulho de suas origens: lusitana no nome, suburbana em sua localização e negra em sua história. Ao contrário do que se diz, não foi somente o primeiro clube a acolher jogadores negros, e sim um dos primeiros lugares onde todos os brasileiros tiveram voz de forma igual. Chegando ao ponto de eleger, ainda no início do século, um presidente negro. É inegável que a idéia de um Brasil igualitário, que todos sonhamos e ainda buscamos construir, teve sua origem no Club de Regatas Vasco da Gama.
Os outros clubes sempre tiveram toda a benevolência do Estado, em todos os seus níveis, para alcançarem seus objetivos. Através de relações promíscuas com o poder e com a imprensa, conseguiram terrenos, financiamentos, e diversos outros favores para aumentar seus patrimônios e torcidas. O Vasco não. O Vasco sempre teve tudo contra si: Estado, imprensa e federações. Sedes foram demolidas, campanhas difamatórias foram feitas e nenhum passo foi facilitado, mesmo quando o resultado seria benéfico para toda cidade. O maior exemplo: a construção de São Januário. Nenhum clube tem uma relação tão forte com seu estádio. Contrariando a lógica que foi aplicada aos outros clubes, nenhum centavo de dinheiro público foi investido na construção da casa cruzmaltina. A exigência, por parte dos clubes elitistas, de se ter um estádio próprio para poder competir, fez nascer um dos exemplos mais lindos que se tem notícia de mobilização popular. A enorme quantidade de mãos que participaram daquela obra, de maneiras diversas, tem reflexos 80 anos depois, quando jovens demonstram amor por cada tijolo que compõe o Gigante da Colina.
Por tudo isso o Club de Regatas Vasco da Gama é diferente: por ser um sobrevivente que resistiu ao centenário graças exclusivamente aos cruzmaltinos. Títulos podem surgir aos montes, em uma década de sucesso um clube pode ser incluído entre os mais vencedores de todos os tempos. Mas história, origem e trajetória não podem ser conquistadas ou compradas. E é por isso que qualquer outra instituição esportiva, mesmo com dezenas de campeonatos mundiais conquistados, quando se deparar com o Club de Regatas Vasco da Gama deve ter a consciência de estar contemplando o maior Club do Brasil.
.
Desconheço o autor do texto, mas o parabenizo pelo fabuloso e emocionante trabalho.
.
Respondendo aos comentários:
1 - Brahma - Quando voltar com as postagens no seu blog falará bastante das vitórias do nosso Vasco. Abraço
2 - Lais - A confiança tem que partir sempre da torcida, para isso que ela serve. A nossa parte fazemos, neh. Sds vascaínas!
3 - Vinicius - Obrigado!
4 - Wilson - Apoiar sempre é o papel de uma torcida. Isso independe de diretoria e quanto ao Eurico, em breve a justiça pode nos dar boas notícias. Abraço!
5 - Matheus - Qualquer um sabe o quanto o Eurico constitui um mal para o Vasco e para o futebol brasileiro. Imagine então, nós vascaínos. Mas independente dele não vamos desanimar e vamos apoiar aos atletas que vestirem nossa camisa. Abraços!
6 - Snoopy - Você como botafoguense sabe o quanto a imprensa é tendenciosa. Nós, vascaínos temos sofrido com jornalistas que visando atacar o Eurico, atacam o VASCO. Por isso temos que manter o sentimento sempre forte lutando contra tudo e contra todos.
7 - Aline - Disse tudo: Tem que se diferenciar o Vasco do Eurico. Seria bom se boa parte da imprensa visse isso. Sds!
9 - Jorge - O Vasco tem problemas e eles decorrem de um fato: a falta de planejamento. Não se contrata com critério, não se faz uma pré-temporada correta e etc. Ainda assim é o que você disse, não há nenhum time no Brasil tão superior e por isso o Vasco pode ganhar de qualquer um. Mais na sorte que na competência, o Vasco achou um time (não um elenco) e vai dar trabalho esse ano. Sds vascaínas!
10 - Klaus - Exato, Klaus. Hoje podemos até ganhar um título, mas com essa diretoria não vamos ter o status que um Clube como o Vasco merece.
.
Sds vascaínas a todos!

6 comentários:

Musas10 disse...

Visite o site WWW.MUSAS10.COM , as melhores Musas do Futebol !

Klaus disse...

Assim como o Santos!! "O Vasco sempre teve tudo contra si: Estado, imprensa e federações". A sua frase está precisa, mas, hoje, será que o Vasco não está se isolando de bons modelos de gestão?? O Vasco é e sempre será um dos maiores!! Abração, Louzada!!

Dinos disse...

This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.

lais solzinho disse...

foi como o texto disse,essa tragetoria toda do vasco,ngm pode comprar ou coisa parecida...o vasco é doferente em todos os sentidos,pelo menos eu acho,qnt a tudo,ate msm o nome,os outros podem ser chamados de flu,fla,bota e o vasco?
somente vasco!!!
historia igual a nossa eles nunca teram,somos o "maior"
é por isso que cada dia tenho + orgulho de ser vascaina!!
e isso nunca ngm vai mudar

bjks
sds vascainas

Wilson Hebert disse...

Pensei que você fosse fazer um texto parabenizando o MENGÃO por mais essa conquista. Hehehe!!!
TÔ BRINCANDO HEIN!!!

Se fizermos uma pesquisa com os clubes do Rio, temos que separar em quatro partes, né?! Sendo que a do Flamengo será a maior de todas...

Abração...............

Vinicius Grissi disse...

Belo texto. Apesar de não concordar com tudo, a história do Vasco é realmente encantadora. Sobre o "contra tudo e contra todos", eu discordo. Acho que na verdade isto é uma opção do próprio clube.