quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Vasco com cara de Vasco

Noite chuvosa e fria no Rio de Janeiro. Jogo mais uma vez transmitido pela TV. Nem a estréia de Romário no comando animou a torcida vascaína a comparecer. Pouco mais de 1.000 pagantes para um jogo decisivo como o de ontem é um número pífio. Como havia dito mais cedo a amigos, nem que chovesse canivete eu deixaria de ir. Abri mão de assitir na cadeira e fui pra arquibancada, cantar, empunhar bandeira, soltar foguetes e acender sinalizadores. Ainda que a classificação não tenha vindo, em nada me arrependi, já que pude assistir à melhor atuação do Gigante da Colina no ano.
Contra um adversário muito forte, repleto de jogadores de seleção, o time partiu pra cima, sem respeito nenhum ao adversário, como deve ser. Quem tem que ser respeitado somos nós, eles tem que ter medo. Além de mudar a escalação, ficou claro que Romário mudou a atitude da equipe. Em nada se parecia com o time medroso do Celso Roth. Desde o primeiro minuto partimos pra cima, com os meias, com os laterais e com os atacantes. Lá atrás ficavam apenas os zagueiros e Amaral, que mais uma vez mostrou segurança.
A blitz inicial só podia resultar em gol e aos 10 minutos, Conca cruzou na área, Rubens Júnior desviou e Leandro Amaral empurrou para a rede. Depois disso, o América até ameaçou, mas sempre chutando pra fora. Cássio não fez nenhuma defesa difícil na partida, não permitindo avaliar se está melhor que Silvio Luiz. A pressão prosseguia e o fantástico goleiro Ochoa se consagrava. Na única que não defendeu, Luizão conseguiu, de dentro da pequena área, cabecear na trave esquerda. No fim do primeiro tempo, o Vasco tinha impressonantes 15 finalizações contra duas do América.
O fabuloso volume de jogo levava a crer que o gol era questão de tempo. No intervalo, a torcida estava animada e confiante. No retorno ao campo, a pressão prossegue. Romário troca Leandro Bonfim, que vinha bem, por Marcelinho, que só correu. Depois, o momento mais esperado. O treinador entra no lugar de Alan Kardec. Ele tem duas chances, mas uma vai pra fora e outra o zagueiro tira a bola que tinha destino certo (o ângulo). O tempo vai passando, os gols não saem e o placar acaba mesmo em 1x0, não suficente para a classificação.
Lógico que fica a dor pela eliminação, mas a atitude do time, a vontade de vencer e a ofensividade apresentadas enchem de orgulho a todos vascaínos. Não sei se virá algum treinador ainda hoje, mas espero que quem venha bata um papo com o Baixinho sobre motivação e ofensividade. Se jogarmos sempre assim, temos tudo para terminar bem o Brasileiro, longe do risco de rebaixamento e com uma vaga na Sul-Americana do ano que vem. É pouco para o que um clube como o Vasco merece, mas o jogo de ontem nos fez ter uma esperança, de que mesmo com um elenco razoável, podemos alçar grande vôos.
.
Me impressiona como nas melhores atuações do time no ano, o resultado desejado não veio. Só pra citar um exemplo, ontem o time jogou muito melhor que contra o Lanús, mas ao contrário da fase anterior, o resultado não veio. Vi goleadas arrasadoras este ano contra Volta Redonda, Atlético-MG, Santos, Grêmio, Goiás..., mas em nenhuma delas o Vasco jogou nem metade do que jogou ontem, da mesma forma que contra o São Paulo. Por isso foram dignos em ambas as ocasiões das palmas no fim dos jogos.
.
Para os poucos que gritaram "Time sem vergonha". Vocês viram o mesmo jogo que eu? Hoje até torcedores de outros times estão elogiando a atuação do Vasco.
.
Vale ressaltar que não jogamos contra um time qualquer. O América é o maior time de seu país. De maior torcida, mais rico e possui grandes jogadores, como: o goleiro Ochoa, que está concorrendo ao prêmio de melhor jogador do mundo; os zagueiros são da seleção mexicana; Insúa, revelado pelo Boca e presenca certa nas convocações da Argentina; Castromán, ex-Lazio e ex-seleção Argentina; e Cabañas, titular da seleção paraguaia. Mesmo com todos esses grandes jogadores, massacramos os mexicanos que poderiam ter saído do Brasil com uma goleada histórica se não fosse o fabuloso goleiro Ochoa, que tem muita pinta de boiola, mas agarra como nunca vi outro.
Duas bolas salvas em cima da linha, uma na trave, defesas milagrosas...Alguém tem a ousadia de dizer que o time jogou mal?
.
Domingo é o Palmeiras e se mostrarmos a atitude de ontem, temos tudo para vencer o vice-líder e mostrar que poderíamos estar bem melhor na classificação.
.
Sds vascaínas a todos!

4 comentários:

lais moranguinho disse...

bom...no intervalo anunciou que eram 17finalizaçoes do vasco, contra duas do america.
acho que quaquer pessoa percebeu que os jogos da sulamenricana, aqui o vasco entrava para vencer, porque ja tinhaum placar minimo, para continuar.acredito que por isso o vasco jogou tao bem ontem.
e tambem por causa do romario, acho que o ato de perer, da uma dorzinha no peito, vascaino de verdade nao fica feliz, com a derrota e a eliminaçao da sul...
mais eu aprendi a torcer, eu sou uma vascaina de verdade, nao digo que sou só para agradar, ou porque eu acho a cruz de malta bonitinha.
tenho esperança que o vasco, vai continuar, assim porque por mais que o nivel d nossos jogadores nao seje de seleçao, podemos fazer bonito igual ontem!!!


sds vascainas a todos

Vinicius Grissi disse...

Realmente o Vasco jogou muito bem ontem. Surpreendeu. Romário deve ser mantido para o jogo contra o Palmeiras, e parece que é a melhor alternativa no momento.

Não fosse o ótimo Ochoa, o Vasco hoje estaria comemorando uma bela classificação.

gabriel disse...

vasco jogou bem , mas a lateral esquerda esta deficiente .
no final do jogo eu senti o time meio que parado , sem velocidade .

Saudações .

Turano disse...

Não foi apenas o melhor jogo do vasco no ano... Foi o melhor primeiro tempo que eu vi o time do vasco jogar nos últimos 5 anos e um dos melhores primeiros tempos que eu já vi em uma equipe de futebol jogar em todos os tempos.

Muita garra! Se não fosse o Ochoa...

Gostei muito do Leandro Bonfim e muito mesmo da atuação do nosso Zagueiro-Atacante Luizão! Excenlente também foi o Wagner Diniz, em uma de suas ótimas atuações... ai se jogasse assim sempre...

Ponto-fraco: Rubens Júnior - muito lento, demora a pensar, diminui o ritmo, acaba com as jogadas... que fase!!!...

Diego, tu foi muito louco em ir, só faltou chover canivete, mas eu vi na TV que a pequena torcida não parou de cantar! Impressionante para um dia de tempestade e um jogo tão tarde!

Pra fechar - INÉDITO: o vasco jogou tão bem... que ATÉ O NORONHA falou que o vasco merecia ter se classificado e de goleada... acho q é a primeira vez que eu ouço o Noronha falar algo positivo do vascão!