quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Vaiar nunca! Apoiar sempre

Causou muita polêmica após a goleada contra o Vila Nova, o fato de alguns jogadores do Vasco terem comemorado seus gols com gestos não muito amistosos para a torcida. Amaral colocou as mãos no ouvido como que querendo ouvir as vaias e Élton mandou que os torcedores se calassem.
Quem acompanha o Blog há algum tempo, sabe que já teci algumas críticas a esse comportamento da torcida. Lembro-me bem de um jogo contra o Juventude em 2007 onde antes mesmo de entrar, alguns jogadores já eram vaiados e ofendidos. Coincidentemente ou não, o comportamento vinha exatamente das cadeiras sociais, o que se repetiu nesta terça.
Antes de tudo, um parêntese é necessário. Ao contrário do jogo contra o Figueirense, não houve por parte do público, pressão negativa contra o time. Foram vaias esporádicas, sempre dos mesmos idiotas de sempre. A arquibancada empurrou o time, como de hábito e mesmo nos momentos difíceis, apoiou.
O grande problema é que tem uns caras no estádio que com certeza não torcem pro Vasco. Eles vão para São Januário apenas para esperar o primeiro erro e vaiar o jogador. E pela proximidade das cadeiras com o gramado, o jogador houve a ofensa da mesma forma que os elogios. Só pra citar, os excelentes Felipe e Juninho Pernambucano já foram alvo dessas pessoas.
O que acontece em São Januário é semelhante ao que acontece com muitos times que tem estádio próprio. Têm sócios e conselheiros que freqüentam os treinos, vivem o dia-a-dia do Clube e se acham no direito de ofender atletas e comissão técnica em dias de jogos. Acontece isso também com o Palmeiras, Náutico e outros.
No caso específico do Amaral, entre idas e vindas, ele está no Vasco desde 2005. Passou por fases boas e ruins. Para essa meia dúzia de anti-vascaínos, não importa o que ele faça, ele sempre será um cabeça de bagre. Bastou que ele fizesse uma falta, coisa normal para alguém da posição dele, que começaram os xingamentos.
Não vou aqui discutir a qualidade de jogador A, B ou C. Só vou falar de inteligência. Como pode alguém que diz torcer para um time, ofender um jogador que acabou de fazer um gol numa partida que estava empatada e complicada. Não importava se ali estava o Amaral, o Pelé ou o Macaco Tião. Era um gol do Vasco e naquele momento o autor do feito era o herói momentâneo de todo verdadeiro vascaíno.
Com certeza, toda pessoa que ama um Clube, daria o sangue se estivesse em campo. Porém, nem sempre isso é possível e cabe a cada um de nós fazer a sua parte para que o time vença. Como torcedor, a única coisa que posso fazer para ajudar o time a vencer é incentivar, cantando e aplaudindo nossos jogadores. Se um atleta vai entrar e estou na social, grito uma frase de incentivo e fico na torcida para que ele renda muito bem, ainda que dentro de mim possa considerá-lo péssimo jogador.
Em anos assistindo e jogando futebol, NUNCA vi um jogador atuar melhor por ter sido vaiado ou xingado. No nervosismo e na raiva, ele pode tentar de tudo, que em 99% das vezes vai errar. Nem mesmo o argumento imbecil de que “ele ganha muito, tem que estar pronto pra tudo” não cabe. Cada um é digno de seu salário e quando se entra em campo, se quer fazer o melhor pela vitória, não importa se é uma pelada ou uma final de Copa do Mundo. Além disso, esse ano não houve nenhum jogador que jogou de sacanagem no Vasco. Quem erra, erra por tentar e cabe ao torcedor apoiá-lo para que acerte na próxima. Esse é o papel do torcedor.
Ah, tem aqueles que se acham no direito de fazer o que querem porque pagaram ingresso. Bom, com esses só mesmo tendo muita paciência, pois estão à beira da insanidade. No esporte, especialmente no futebol, pode acontecer absolutamente tudo. Se quer ter certeza de espetáculo, vai ao teatro, cinema ou circo, que o show é garantido. Estádio de futebol é pra torcer. Se não quer torcer e ajudar o time, pelo menos não atrapalha. Senta a bunda na cadeira e fica quieto esperando o gol.
Torcida ganha jogo, mas também perde. Qual time melhor aproveita o fator casa hoje no Brasil? Grêmio, né. E qual time tem a torcida que mais apóia? Grêmio também, certo? Certamente não é coincidência.
Torço para o Vasco desde que me entendo por gente e já vi inúmeros jogadores com nossa camisa. Daria facilmente para fazer uma seleção dos piores, mas nenhum deles ouviu uma vaia da minha parte. Depois do jogo, venho aqui e escrevo o que quiser, em um exercício livre de opinião. No estádio porém, só incentivo, ou na pior das hipóteses, fico calado.
Isso não se chama amor. Se chama inteligência. Afinal, até a estátua do Romário sabe que o jogador atua pior sob vaias. Para que vou atrapalhar meu amado Vasco da Gama? Se você se acha inteligente, pare de jogar contra e jogue junto com o time. Só temos a ganhar com isso!
.
Sds vascaínas a todos!

3 comentários:

Diego Louzada disse...

Antevendo algum possível comentário:

Não é proibido vaiar. Alias, o que é proibido na vida? Você pode fazer o que quiser, que arcará com as consequências. No caso de vaiar o time, a consequência é contribuir para que o time perca a partida, justamente o que você não quer que aconteça.

Sds vascaínas!

Carlos Junior disse...

Concordo com vc Diego, pois hora de vaiar é no final do jogo e no intervalo. Por mais que o jogador mereça, se ele estiver em campo a obrigação da torcida é apoiar. Digo isso, pois muitos jogadores às vezes ficam com medo de arriscar para a torcida não pegar no pé e nada fazem durante o jogo inteiro a não ser ficarem nervosos e errarem todos os lances.

Um exemplo é o próprio Pará que foi vaiado o jogo inteiro e graças à isso parecia estar com medo de jogar e arriscar. Claro que o Para nao é craque, mas tenho certeza que joga muito mais do que vem jogando.

Por isso, espero que a torcida pensem bem antes de vaiar qualquer jogador no decorrer da partida, pois elas, as vaias, podem piorar ainda mais a atuação do atleta!

Carlos Junior
Blog o Sentimento não Para
http://vascaominhapaixao.blogspot.com/

Gremista Fanático disse...

Pois é acho que o torcedor tem que vaiar depois do jogo, antes e durante jamais, e tambem esse negocio de ir em aeroporto e treinos vaiar e tirar satisfações com os jogadores não esta com nada, abraço.

Saudações do Gremista Fanático