sexta-feira, 3 de julho de 2009

Tempo de ajustes

Costumo dizer que no futebol, principalmente o profissional, uma equipe pode vencer jogando mal ou perder jogando bem. Nesse esporte, mais que em qualquer outro, o fator sorte, aliado ao aproveitamento das oportunidades pode gerar resultados que às vezes consideramos injustos.
Com o Vasco não é diferente. Já vencemos jogos jogando muito mal, inclusive em nossa estréia no Brasileirão contra o Brasiliense e empatamos alguns onde estivemos bem. Nesta rodada completamos seis jogos sem vitória na competição nacional e isso não pode ser apenas colocado na conta do azar ou no bom desempenho dos goleiros adversários. Formas de aumentar o rendimento do time precisam ser vistas imediatamente e esse período de dez dias sem jogo pode ser fundamental.
Que o Vasco tem o melhor time e melhor elenco da Série B já escrevi e não vou mais discorrer sobre o assunto. Com ou sem Carlos Alberto esse status não será alterado, apesar de ser ele disparado o mais técnico e renomado jogador da competição. Não vou também falar sobre amor à camisa, suar sangue em campo ou vergonha na cara. Se fosse assim, pegava onze torcedores e colocava no gramado, o que sabemos que não daria jeito. Nossos atletas precisam de muita conversa e alguns ajustes táticos. Afinal, já vi jogador aprender a jogar com o tempo, mas desaprender não.
A carreira de jogador é feita de níveis e alguns jogadores do nosso elenco conseguiram dar um ‘upgrade’ em suas carreiras. Ramon e Nilton, por exemplo, eram jovens promessas que não haviam estourado em Inter e Corinthians. Porém, no início do ano, tiveram grandes desempenhos no Estadual e Copa do Brasil, estando inclusive na Seleção do Estadual, em lugares de jogadores com passagem por seleção como Juan e Kleberson. Hoje, se saírem do Vasco, certamente jogarão em um grande Clube do país ou um mediano da Europa. Ramon, inclusive já recebeu proposta de um grande time russo.
Outros jogadores estão em um nível mais baixo, porém não deixaram de dar um bom passo na carreira. Gente como Gian, Jéferson, Pimpão e Élton. Se hoje saíssem do Vasco, não voltariam para times de divisões inferiores, mas seriam contactados por times médios da Primeira Divisão, como Náutico, Goiás, Vitória, entre outros.
É necessário que se coloque para todos estes jogadores (e mais outros) a necessidade de dar um passo ainda maior na carreira. De mostrar não apenas qualidade para estar no time e vencer a Série B, mas ter um bom rendimento constante que os permita estar em 2010 no elenco do Vasco, que certamente será reforçado, ou em um dos times tops do Brasil. Precisa ser passado para eles que a acomodação pode trazer malefícios em curto prazo para o Clube, mas no longo prazo, serão eles os mais prejudicados.
Outro ajuste necessário é o tático. Na defesa, levamos poucos sustos e quando a bola chega ao gol, Fernando Prass mostra muita segurança, se consolidando cada vez mais como o melhor goleiro do Vasco após a saída de Fábio. Amaral funciona como um terceiro zagueiro dando liberdade para os laterais avançarem. Aí entra o primeiro problema.
O time tem uma tendência de cair pela direita, onde Paulo Sérgio, que já não é brilhante, está em fase tenebrosa. Pelo outro lado, não há um jogador designado para dar suporte a Ramon, que muitas vezes fica isolado.
Outro defeito a ser ajustado é no meio-campo. Como Amaral, joga muito atrás e Alex Teixeira muito à frente, sobra para Nilton e Léo Lima a ocupação deste espaço fundamental do campo. Tem sobrado espaço para o adversário trocar passes e a criação de jogadas tem sido pouca, dependendo dos lampejos de Léo Lima.
O problema das jogadas pelas laterais, poderia ser diminuído com uma melhor distribuição dos três jogadores de frente. Ao invés de vir um de trás, municiando dois atacantes, Dorival poderia abrir um jogador veloz em cada lado e segurar um centroavante fixo. Pimpão e Robinho já mostraram fôlego para atacar e dar um gás na marcação e seriam meus prediletos na função, com Alex Teixeira e Coutinho como opções. O avante certamente será Aloísio, mas enquanto ele não puder estrear, que seja Carlos Alberto ou na ausência dele, Élton.
Hoje, com o que temos à disposição, gostaria de ver o time com: Fernando Prass, Fágner, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima (Carlos Alberto); Robinho, Pimpão e Carlos Alberto (Élton).
.
RAPIDINHAS
* A lesão de Ramon no ombro parece não ser nada sério. O jogador não deve ser problema para o jogo contra a Ponte, semana que vem em São Januário.
* Acabou passando batido, mas Fernandinho e Pedro Vera deixaram o Vasco nesta semana. Aos poucos, os jogadores que não agradaram vão saindo. O próximo deve ser Edgar.
* Um fator que pode ajudar o Vasco na permanência de Carlos Alberto é que Mesut Ozil do Werder Bremem foi o grande destaque do título alemão no Europeu Sub-21. Como o clube contratou Marko Marin, teria dois jogadores muito bons para substituir Diego, que foi para a Juventus.
* Mandarino, vice de futebol, disse que Morais ainda não foi negociado com o Corinthians. Sendo assim, porque ele ainda não está treinando no Vasco, que no BID já consta que ele tem vínculo conosco até 2011. Acorda, diretoria! Nada de honrar a alcunha de banana dada pela oposição.

* Hoje foi apresentado o atacante Adriano. Como bem alertou o amigo Leandro, ele vem do Malagá, mas tinha vínculo com o Inter-RS e já pode estrear contra a Ponte Preta na próxima rodada.
.
Amigo Julio, saber jogar futebol o Amaral e o PS sabem. Podem não ser craques, mas sabem. Evidentemente, adoraria ter um Fabregas ou um Essien no nosso meio-campo, mas sei reconhecer o trabalho de um jogador que vem fazendo muito bem sua função em campo.
Munigalo, o Vasco joga em um falso 3-5-2 com o Amaral variando entre zagueiro e volante. Nilton e Léo Lima compõem a meiuca, com o Alex Teixeira fazendo a armação para dois atacantes. Vem sendo assim nos últimos jogos, onde pesem alguns desfalques.
.
Sds vascaínas a todos!

7 comentários:

Maldita Futebol Clube disse...

Fala diego... creio que fernando prass, fagner, vilson, Titi e ramon... Amaral... Mateus e Nílton... Alex Teixeira( carlos alberto tá fora).... Robinho e adriano seriam os mais indicados aserem os onze iniciais...Adriano pode jogar pois o vincuilo dele era com o Inter , portatno está apto. e o receio é da especulação cada vez maior da saída do dorival. Fui informado por fontes seguras que há um início de negociação com o bobô, ex-corinthians e com o danilo( esse bem mais dificil)... vamos ver...bas,leandro

João Medeiros disse...

É preciso um pouco mais de ambição. Talvez o nosso otimismo inicial tenha feito mal a alguns jogadores. Não sei. Concordo com seu raciocínio. Quero lembrar que as vezes ficar no banco faz bem. PS, Ramon, Nilton talvez estejam precisando de um banco pra voltarem a render o que rendiam no início do ano. Abração amigo.

Gremista Fanático disse...

Pois é Diego, acho que o Autuori não deveria ter trocado o sistema de jogo em meio a competição, e acho que alem da zaga ter ficado mais fragil a entrada do Tulio em nada contribuiu com o meio de campo do Grêmio, mas agora bola pra frente.
Quanto ao Vasco as coisas vão começar a se acertar com certeza, é só ter calma. abraço.
Saudações do Gremista Fanático

Almirante disse...

Não sei ao exato o que deve ser feito, só sei que algo tem que ser feito. O time precisa voltar a jogar, e não podemos esperar até Agosto para fazer gols.Uma mudança tática talvez fosse a boa, como voce disse, abrindo um jogador em cada ponta e centralizando um atacante. É uma possibilidade, vamos ver...

abraço!

Vinicius Grissi disse...

Acho que este período sem jogos será essencial para o Vasco.

É preciso sentar, pensar, entender a situação em que se encontra, para poder voltar a jogar um bom futebol e buscar os resultados.

Anônimo disse...

Acho que o Nilton merece ficar no banco por algum tempo e Elton nunca mais... Carlos ALberto está praticamente fora...

Meu time seria:

Fernando Prass, Fágner, Vilson, Gian e Ramon (Pará) ; Amaral, Souza (Léo Lima), Jéferson, Alex Teixeira ; Coutinho, Robinho

Sobre o Futebol Carioca disse...

é vasco TEM QUE ABRIR O OLHO SE NÃO VAI PRA 3ª, ABRE O OLHO!