terça-feira, 26 de agosto de 2008

Inesquecível!

Há exatos 10 anos, no dia 26/08/1998, a torcida vascaína comemorava o dia mais feliz de sua história. Já passava da meia noite no Brasil, quando o árbitro argentino Javier Castrilli apitou o fim do jogo em Guayaquil, dando início a festa que tomou conta da cidade. Bares lotados e ruas tomadas para comemorar o maior título dos 100 anos que o Clube completava naquele ano.
A caminhada começou em 1997, com o show de Edmundo na conquista do Brasileiro de 1997. No mesmo ano foi reconhecida a validade do Sul Americano de 1948, o que dava a chance do Vasco ser bi-campeão da America, exatamente 50 anos depois a primeira conquista. Para a Libertadores, o time seguiu praticamente o mesmo. Sairam os craques Edmundo e Evair, mas vieram os não menos qualificados Luizão e Donizete Pantera.
O regulamento era diferente do atual e na primeira fase, o Vasco encarou o Grêmio e dois times mexicanos, América e Chivas, que pela primeira vez participaram da competição. Os três melhores colocados seguiriam em frente. O time começou mal, e nos três primeiros jogos, todos fora de casa, só somou um ponto. Restava confiar na força do Caldeirão de São Januário. Vieram duas vitórias contra Grêmio e Chivas, que garantiram a vaga. Com quase todo o time reserva, o Vasco só empatou com o América, chegando aos 8 pontos no grupo. Como o regulamento previa o encontro de um brasileiro contra o atual campeão, partimos para encarar o Cruzeiro nas oitavas de final. Pedreira!
Em São Januário, virada e vitória por 2x1, gols de Donizete e Luizão. No segundo jogo, pressão mineira, mas o Vasco segurou a vantagem e com um 0x0 passou para as quartas de final. Estava derrubado o campeão de 1997. A próxima vítima seria o velho conhecido Grêmio, que eliminara o Nacional (URU).
Já campeão carioca, o Vasco rumou para Porto Alegre, onde conseguiu um excelente empate de 1x1, com gol de Pedrinho. Na volta, com mais um gol de Pedrinho, vitória de 1x0 e o derrubado dessa vez era o campeão continental de 1995. O grande River Plate era o próximo adversário, campeão de 1996. Antes no entanto, pausa para a Copa do Mundo.
Após o vexame em Paris, só o Vasco podia salvar a imagem da pátria de chuteiras. Em São Januário, logo aos 10 minutos, Donizete fez o primeiro e único gol do jogo. Vantagem mínima e perigosa para o jogo de volta no Monumental. Em Buenos Aires, Sorín empata o duelo. Em sua casa, o River pressionava e o Vasco se segurava. Aos 37 do segundo tempo, Juninho faz seu gol Monumental e leva o time a decisão do torneio continental. A confiança estava em alta e o título era questão de tempo. A cidade já se decorava de Vasco, para fúria dos rivais.
No primeiro jogo, um massacre do Vasco, que pra sorte dos equatorianos do Barcelona, ficou só 2x0. Não seria absurdo se o jogo fosse 3 ou 4x0, tamanha a superioridade vascaína. Já dava vontade de gritar é campeão, mas ainda faltavam 14 dias para o duelo final, no Equador.
Mais de 80.000 equatorianos compareceram, confiantes na virada. A pressão foi grande, desde a chegada do time no país. O clima era de guerra. Luizão e Donizete marcaram ainda no primeiro tempo, tirando assim qualquer fio de esperança do adversário. No final, eles ainda diminuiram, mas poucos viram esse gol, pois já estávamos comemorando a conquista.
BICAMPEÃO DAS AMÉRICAS! Primeiro e único carioca com tal honraria!
Um título épico. Depois de 35 anos, um time vencia as duas partidas finais. Derrubamos os três últimos campeões, Grêmio, River e Cruzeiro. Não restava dúvida sobre quem era o melhor time das Américas em 1998. Club de Regatas Vasco da Gama, o Gigante da Colina.
Parabéns torcida! Parabéns diretoria e comissão técnica. Parabéns atletas! Desde o craque Juninho até o goleiro Caetano, passando pelo grande Mauro Capitão Galvão, todos vocês marcaram seu nome na história do Vasco e dela nunca mais sairão.
Especial NETVASCO sobre a conquista. Vale a pena conferir. Leia aqui
Galeria de fotos de O Dia. Veja aqui
.
Respondendo aos comentários:
Munigalo - Temos o homem de criação, o Madson, mas o treinador quis poupar ele e prejudicou o time. Essa forma de agir dos árbitros irrita e não acho correta. Vai subir, amigo, torce pra gente. Abraço!
Filippe - Vitória, não. Empate. A zaga parou de falhar, graças a Deus. Abraço!
Fábio - Sobre o suposto pênalti, do estádio a visão é de longe, então nem posso falar. Não vi o lance pela TV, mas se tiver mesmo sido, o Carlos Alberto acabou pagando por outras faltas que ele simulou, meio síndrome de Wagner Diniz. Uma pena essa postura do Vasco e a freguesia de uns anos pra cá acabou, pra alegria de vcs. Recebi sim as mensagens e respondi no sábado. Abração e sds!
FC do Cesão - Agora que ele ta solteiro, vai fazer sucesso com a camisa do Vasco por aí. Bjos!
Vinicius - Dia importantíssimo, que merece ser lembrado. Abraço!
.
Sds vascaínas a todos!

10 comentários:

Sobre o Futebol Carioca disse...

boa tarde.
Inesquecivel mesmo para os vascainos no ano de 1998, o vasco conquistava a taça-libertadores.
Que time era aquele do Vasco, uma seleção de craques e só craques mesmo.
Todos jogavam muito bem e como jogavam.

Hj faz 10 anos da conquita , parabens vasco foi uma grande conquita .

Fc do Cesão / Jack disse...

hahahahaha
principalmente em sao paulo ne. rs.

-

ahh nem fala viu, que eu fiquei daqui doida pra ta la tb, rs.
pena q nao da pra mim, pelo menos nao hoje... mas ainda vou o//

Fernando disse...

Cara, só de ler isso eu me arrepio!!!

Emoção demais!!!

Eu me lembro do jogo, me lembro de comemorar, me lembro até do galvão bueno dando uma bronca na equipe porque ele "Queria falar com o Rio"...risos, eu lembro que ele tava narrando e deu uma comida de rabo no pessoal "Vamos gente, quero falar com o RIo"....risos

eu, meu pai e meu irmão gritando que nem loco em casa, acordando os vizihos....eu lembro meu pai falando pra não gritar porque senão os vizinhos iam xingar, eu e o meu irmão falamos "Azar, que xinguem"...risos

oh tempo bom....maravilhoso...só faltou o mundial, mas isso é o de menos, o que importa é que somos bi...e vamos voltar por cima, e se Deus quiser e eu to acreditanto, este ano ainda!

só um comentario sobre Vasco e botafogo....o Madson ta comendo bola...risos...jogando demais!!!

abraços!!!

fábio gomes disse...

grande conquista!
parabéns!

diegão, não recebi sua mensagem de resposta.

abraço e sds. botafoguenses!!!

Munigalo disse...

Recordar é viver....
Grande conquista do Vasco, naquele ano o Vasco tinha um timão. Pena que o Vasco não é mais o mesmo. Será que o cruz maltino vai voltar a ser o melhor da América? Não sei, mas na dúvida é melhor comemorar o título de 1998 de novo. Parabéns
Abraço

Arthur Virgílio disse...

Parabéns o torcedor do Vasco pela data festiva. Agora quem diria esse time tinha como titular Luisinho, Nasa e Odvan, mesmo assim faturou a América.

Luizão pdoe acertar com o Figueirense, tomara que ele repita o sucesso dos tempos de Vasco.

Vinicius Grissi disse...

Já fiz minha homenagem no Marcação Cerrada. Mas deixo aqui a todos os vascaínos o meu parabéns pela fantástica conquista!

Era um timão!

Filippe disse...

E pensar que 10 anos atrás eu estava nas cadeiras de São Januário vendo o time do Vasco ter a primeira vitória na final da Libertadores!!!

Até hoje lembro de alguns momentos do jogo!!!!

Histórico e que sempre será lembrado por nós vascaínos!!!

sds vascaínas

Maldita Futebol Clube disse...

Histórico , muito bem lembrado e escrito caro amigo vcascaino...precisa depois me indicar mais blogs de amigos vascainos para melhorar a fluência do MALDITA FUTEBOL CLUNBE QUE TA CHEIO DE URUBU VOANDO BAIXO POR LÁ...CASACA CASACA CASACA ZAZCA ZACA A TURMA É BOA É MESMO DA FUZARCA VASCO VASCO VASCO

Aline disse...

Não tem como ficar indiferente a um história dessas!
LINDO, LINDO, LINDO!!!
Derrubou favoritos, humilhou campeões, calou a boca dos rivais.
Isso é Vasco da Gama, rapá!
Depois a minha mãe me pergunta porquê eu não torci pro flunãovence na Liberta desse ano! Já pensou? Nosso maior título sendo conquistado por um timeco regional??? Ia tirar um pouco do brilho e da magia que envolve 1998! Pelo amor de Deus!
Te amo, Vascão! Parabéns pelos 10 anos de sua conquista continental e que muitas iguais ou ainda maiores que essa venham!!!

Saudações Cruzmaltinas!