quinta-feira, 15 de maio de 2008

Nossa história para o mundo

O site da FIFA colocou no ar ontem uma extensa reportagem sobre nosso amado C.R. Vasco da Gama. Nela, a entidade fala sobre a gloriosa história do Gigante da Colina. Desde a fundação até os tempos modernos, passando por nossos craques e nosso maior orgulho, São Januário.
O texto foi disponibilizado em três idiomas. Clique aqui para conferir a matéria em: inglês, alemão e francês.
O texto, traduzido por Leandro Xavier, vocês podem ler abaixo:
Vasco da Gama foi um navegador, um valoroso português que descobriu uma rota oceânica da Europa para a Índia e abriu o caminho para o seu sucessor, Pedro Cabral, para localizar o Brasil.Sua história inspirou a todos, inclusive a um clube brasileiro que leva seu nome a romper barreiras raciais no início do século 20 no Brasil e se tornar o primeiro campeão sul-americano.
FIFA.COM relembra uma história de conquista dentro e fora dos gramados:
Raízes Portuguesas
O remo foi o principal esporte no final do século 19 no Rio de Janeiro. No entanto, alimentadas pelos inconvenientes da travessia da Baía de Guanabara Niterói para praticar seu passatempo, Henrique Ferreira Monteiro, Luis Antonio Rodrigues, José Alexandre D'Avelar Rodrigues e Manoel Teixeira de Souza Júnior decidiram formar seu próprio clube. Em 21 de agosto 1898, para assinalar o quarto centenário de Vasco da Gama em sua viagem para a Índia, o quarteto - juntamente com 58 colegas portugueses, imigrantes, fundaram o Club de Regatas Vasco da Gama.
A popularidade do futebol sofreu uma explosão no Rio de Janeiro, no início do século 20,e o Vasco se tornou inevitável. Desejosos de transição queriam que seu sucesso nas águas fosse repetido em campo de jogo. Uma junção com a Lusitânia lhes deu oportunidade, e em 26 de Novembro de 1915, o departamento de futebol do clube foi criado.
Seu primeiro jogo foi contra o Paladino, uma derrota por 10 a 1. Adornados com a Ordem de Cristo, continuaram com a cruz que simbolizava seu patrimônio português. O primeiro gol da história do Vasco foi marcado por Adão Antônio Brandão, que havia sido expulso de Portugal pelo pai,como punição pela falta de interesse na sua educação. O jogador não seria o último bad boy a ganhar notoriedade no Vasco.
O Vasco atuava inicialmente em pequenos campeonatos, mas finalmente surgiu entre a elite em 1923, enfrentando um heróico batismo. O regime rigoroso e sem precedentes do treinador Ramon Platero logo rendeu dividendos, fazendo com que o Vasco tivesse 11 vitórias em 12 jogos, uma campanha triunfante.
No entanto, a sua euforia era de curta duração. Os rivais do Vasco contestavam a utilização de jogadores negros e pobres, o que obrigou o Vasco a atuar em outra liga. O Vasco caminhou para a coroa com 14 vitórias em 14 jogos, - um recorde que ainda persiste.
A maior batalha do clube em 1924 foi ganha fora dos gramados, quando a sua luta contra o racismo acabou em triunfo: A elite do Rio estava reunificada para a campanha de 1925.
O Expresso da vitória
O Vasco venceu o campeonato Carioca de Futebol novamente em 1929, 1934 e 1936, antes de adentrar o melhor período da sua história. De fato, entre 1945 e 1952, acrescentaram cinco títulos à sua coleção e em 1948 venceram o Campeonato Sul-Americano, torneio em turno único, que é reconhecido pela CONMEBOL como precursor da Copa Libertadores da América, em Santiago, Chile. Lá, os atacantes de Flávio Costa obtiveram a glória imbatível, uma honra que nem sequer o River Plate do inspirado Alfredo Di Stefano, nem o grande Nacional de Atilio Garcia, poderiam lhes negar.
O Expresso da Vitória, como foi apelidado durante esta época, era uma devastadora máquina de ataque apoiada por sua incrível defesa. Goleiro Barbosa e o defensor Ely eram decisivos para a sua resistência; Maneca e Danilo, cuja visão e execução de passes extra-sensoriais fez dele talvez um dos melhores jogadores que já vestiram a camisa cruzmaltina, provinham a munição que Ipojucan, Chico e o fora-de-série Ademir Menezes iriam utilizar.
A campanha 1952 pode ter marcado o fim do Expresso da Vitória, mas o Vasco rapidamente encontrou novos heróis em Bellini, Orlando e Vava, que ajudaram o Brasil a ganhar a Copa do Mundo FIFA de 1958, na Suécia. Com o trio, o clube venceu mais dois títulos em 1956 e 1958, este último depois de um emocionante jogo que finalizou o torneio, vencendo o arqui-rival Flamengo.
Em 1970 O Time da Virada retornou ao topo do pódio carioca, mas um ano depois, o surgimento de um atacante adolescente espalhou esperança entre os seus torcedores. Roberto Dinamite levou o clube à conquista do título nacional de 1974 e de cinco cariocas. Ele marcou 698 gols antes de se aposentar pelo Vasco, em 1993, e continua a ser o artilheiro máximo de todos os tempos no Brasileiro (190) e Carioca (279) gols.
O Vasco acabou por vencer o Brasileiro em 1989 e 1997, quando Edmundo viveu seu "ano maravilhoso", e a conquista da Copa Libertadores da América 1998 deu-lhes o direito de participar no primeiro Campeonato Mundial FIFA, que o Brasil sediou, em 2000. Com Edmundo e Romario, em grande forma, eles venceram o Manchester United 3-1 para navegar rumo à final, onde perderam nos pênaltis para o seu compatriota, o Corinthians.
Vasco da Gama ficou por pouco para conquistar o mundo no Maracanã, mas ninguém pode negar-lhes o seu lugar na história.
Dias atuais
Um formidável ataque com Juninho Pernambucano, Juninho Paulista, Euller e Romário conduziu o Vasco da Gama ao seu quarto título Brasileiro, em 2000, mas eles têm passado por uma fase relativamente estéril, uma vez que, seu último título foi o Campeonato Carioca de Futebol em 2003. O estádio
São Januário foi inagurado como o maior estádio da América do Sul em 1927, uma honra que perdeu em 1940, quando foi inaugurado o Pacaembu, em São Paulo, e no seus primeiros anos, sediou uma série de jogos da seleção brasileira. O local guarda memoráveis lembranças para os Vascainos, que assistiram seu time bater o Barcelona do Equador por 2-0, totalizando uma vitória de 4-1 na final da Copa Libertadores da América 1998. Além disso, a segunda maior torcida da cidada testemunharam alguns dos melhores showmen do Brasil, como Fausto, Danilo, Rubens, Romario, Edmundo e o extraordinariamente talentoso Dener, que teve a vida tragicamente tirada por um acidente de carro quando tinha apenas 23 em 1994, jogarem ali. Mais recentemente, Romario fez o milésimo gol de sua carreira, de acordo com a sua contagem pessoal, em São Januário. O Vasco pode se gabar de ser o único membro do estado da "quatro grandes" do seu estado que joga "em casa". Dando prosseguimento a um estudo de 2002, o Travel Channel colocou São Januário como um dos sete melhores estádios para se assistir a um jogo em todo o mundo, ao lado de ilustres locais, tais como Camp Nou, do Barcelona e o San Siro, em Milão.
Principais Títulos
* 1 Campeonato Sul-americano Clube: 1948
* 1 Copa Libertadores: 1998
* 1 Copa Mercosul: 2000
* 4 Campeonato Brasileiros: 1974, 1989, 1997, 2000
* 3 Torneios Rio-São Paulo: 1958, 1966, 1999
* 22 Campeonato carioca: 1923, 1924, 1929, 1934, 1936, 1945, 1947, 1949, 1950, 1952, 1956, 1958, 1970, 1977, 1982, 1987, 1988, 1992, 1993, 1994, 1998, 2003.
Jogadores lendários
Pascoal (1922-32), Fausto (1929-31 e 1933-34), Ademir de Menezes (1942-46 e 1948-56), Chico (1943-53), Barbosa (1944-62), Danilo (1945-53 ), Vava (1952-58), Bellini (1952-63), Carlos Roberto de Oliveira (1971-79, 1980-89, 1992-93 e 1990), Romario (1985-88, 1999-2002, 2005-06 e 2007 08), Edmundo (1991-93, 1996-97, 1999-2000, 2003-04 e desde 2008), Juninho Pernambucano (1995-2001).
.
Com todo respeito aos torcedores de outros times, mas igual o Vasco não tem igual no Brasil, não. E se algum amante de futebol do planeta não conhecia essa história, que tenha agora essa honra.
.
Pela Copa do Brasil realizaremos a primeira partida contra o Sport na Ilha do Retiro na semana que vem, fazendo a partida decisiva no nosso Caldeirão daqui há duas semanas. O time pernambucano vem credenciado pelas vitórias sobre Inter e Palmeiras e será um adversário duríssimo para o Vasco.
Depois de anunciar a contratação do lateral Valmir, o Vasco fechou de vez com Landu e trouxe ainda o zagueiro Hugo e o volante Vinicíus, ambos ex-Ituano. Mais alguns pro ról de desconhecidos em São Januário.
.
Respondendo aos comentários:
Jorge - Faltam só 4 jogos para o sonhado título. Abraço!
Felipe - Nossa prata da casa vale ouro. Podia ter poupado, mas acho mesmo que os dois nem devem jogar no sábado. O foco é mesmo a Copa do Brasil. Abraço!
Gerson - Espero mesmo que passemos, mas o Sport vai ser adversário duro por terem eliminado os dois maiores favoritos. Obrigado!
Vinicius - Bom ver o Alex se destacando após um início mediano. O Sport será um teste de fogo, mas podemos passar por eles.
Snoopy - Tava vendo o histórico e em Brasileiros só perdemos 5 para o Bota. Não pensei que a vantagem fosse tão grande. Na Era Cuca, o Bota tem levado vantagem. O jogo no Engenhã promete e quem sabe nos encontramos na final. Falo isso há um bom tempo e por enquanto nossos times estão passando de fase. Que continuem. Abraco!
Felipe - Serao dois grandes duelos e o Sport tem bons valores. Nunca vi o Durval fazer aquilo e espero que nao faca nunca mais. rsrs.
Klaus - Obrigado pela sua torcida. Que Deus te ouca e sejamos campeoes. O Alex foi bem, mas ainda acho meio cru para ser titular. Sera com o tempo. Abraco!
.
Sds vascaínas a todos!

8 comentários:

Arthur Virgílio disse...

O Vasco está precisando de zagueiros e está contratando só atletas desconhecidos, vamos ver no que dá. Mas para quem estaca cogitando Roque Jr, aparecer com Hugo sooa estranho.

Agora, o Valmir achei uma boa. Lateral rápido e de habilidade, tem dificuldade na cobertura. O Figueirense também estava tentando contratá-lo, mas acho que a tradição falou mais alto.

Legal e justa a homenagem da FIFA ao Vasco. Um dos principais clubes do Brasil.

Você pode ficar chateado comigo, mas acho que o Sport entra como favorito... surpresas sempre acontecem.

Wilson Hebert disse...

Com certeza não há clube igual ao Vasco, até porque, nenhum clube é igual a outro. Os grandes do futebol brasileiro possuem historias que por si só se sobrepõem.

Abs Louzada............

felipe disse...

não existe história mais bonita que a do Vasco!!!

"...quando entra no gramado me alucina, esse clube da colina, centenário de paixão..."


SV /+/
www.ny-knicks-brasil.blogspot.com

Aline disse...

Fazer o que, né? História não é pra quem quer, é pra quem pode ter!
E a do Vasco não é uma das mais bonitas do Brasil... É A MAIS BONITA DE TODOS OS CLUBES ESPALHADOS PELO MUNDO!
Merecidíssima a homenagem!

Classificados pra semi!!! Temos que tentar anular o Sport na Ilha e vir com tudo aqui no Rio, lotar o caldeirão, botar pressão!
Quem diria que o Sport eliminaria o Inter? Mas num tem nada não! já espantamos uma zebra! Sei que temos um time forte pela frente, mas Vasco é Vasco e o resto vc já sabe o que é!
Hihihi!
Saudações Cruzmaltinas!

Vinicius Grissi disse...

Bela homenagem da FIFA. Sem dúvidas, o Vasco é um gigante do futebol brasileiro.

Sobre o confronto com o Sport: baita sorte do Vasco. Passou a ser favorito pra mim, ao ganhar a chance de decidir em casa.

Por fim: não tinha pensado nisso, mas quando li no blog do Lédio Carmona, me coloquei a pensar. O que vai fazer o Landu em São Januário? O Vasco já não está cheio de atacantes? Será que ele vai entrar em campo alguma vez?

Carlão Azul disse...

Parabéns ao Vascão e a homenagem é pra lá de merecida.

----

L.Domingues é jogador jovem ainda não fez seu nome mas é muito bom sim, só esta sendo negociado por cometer indisciplina, mas creio que isso não possa afetar sua carreira, foi só um momento de "bobeira" e Adilson Batista não aceita indisciplina no grupo.

Abração

Carlão

Munigalo disse...

E ai Diego,
A história do Vasco é bonita sim. Cheio de conquistas e alegrias. Além disso vários craques atuaram no cruz maltino, como Roberto Dinamite. Agora não queria te preocupar, a fifa também publicou um reportagem sobre o Galo, falando do centenário e tudo mais. E depois dessa reportagem sobre o meu time que a Fifa fez, nada mais deu certo para o Galo...rsrsrs
Cuidado com o Sport ele vem surpreendendo...
Abraço

Jorge Costa disse...

Bela homenagem da FIFA ao nosso querido Vasco da Gama, um Clube vencedor e desbravador dos 7 mares assim com o navegador que lhe deu o nome. Parabéns C.R.VASCO DA GAMA e partindo para o título da Copa do Brasil
Abraços