sexta-feira, 23 de maio de 2008

Devemos acreditar na vaga

Com certeza alguém já chegou pra você e disse: Tem uma notícia boa e outra ruim, qual você quer primeiro? A análise do jogo de quarta-feira e dessa semifinal contra o Sport pode ser assim resumida e vou começar pela observação ruim. Se quiser ler a boa, pule um páragrafo.
Definitivamente o time do Vasco só joga em São Januário. Isso já vem desde o ano passado, mas esse ano parece ter aumentado a "caldeirão-dependência". Ainda que o time deva ser mais forte no seu estádio, uma equipe grande não deve jogar bem somente dentro de casa. Chega a ser impressionante como nosso time sequer consegue chutar a gol quando joga na casa do adversário, enquanto em São Januário chega a ter atuações brilhantes.
E é justamente por ser tão bom em São Januário que podemos e devemos acreditar na vaga às finais da Copa do Brasil. Em nosso estádio, com toda a pressão da torcida, conhecendo os atalhos do campo, nossos jogadores parecem outros e crescem absurdamente. Fosse o jogo de volta em qualquer outro estádio, estaria desanimado, mas se tratando do Caldeirão, acredito na vaga.
Só pra relembrar uma recente classificação heróica, basta voltar ao ano passado. Em um verdadeiro chiqueiro, o Vasco perdeu de 2x0 para o Lanús na Argentina. Todos davam a vaga por perdida mas, em São Januário, o Gigante da Colina enfiou 3x0 nos argentinos, com 2 de Leandro Amaral e um de Wagner Diniz. Detalhe: não era um time qualquer, era o futuro campeão argentino de 2007.
Na força desse Caldeirão está minha confiança na classificação. Na mística do nosso estádio que faz com que jogadores com Wagner Diniz, Morais e Leandro Amaral só joguem bem na nossa casa. E na boa: o Sport não é grandes coisas, porque se fossem bons mesmo tinham vencido de muito mais na pior atuação do Vasco no ano.
.
Sobre o jogo de quarta não há muito o que falar, já que após um dia inteiro todos já devem ter tirado suas conclusões. A Ilha do Retiro é menos caldeirão do que eu imaginava. A torcida deles não canta o tempo todo, faz muito menos pressão do que a do Criciúma por exemplo. O grande mérito do time está em saber jogar em um campo tão especial. O gramado da Ilha é um lixo. A bola não rola, só quica, o que torna jogadas em velocidade impossíveis. Some-se a isso o fato do campo deles ser o mais largo do Brasil, o que torna o jogo diferente.
Como a bola não rola, gol só por jogada aérea ou chutão e é isso o que eles fazem. Cantei a pedra da jogada aérea, mas Jorge Luiz é tão burro que falhou duplamente no gol. Fez falta desnecessária e após o cruzamento fez contra o primeiro gol do Sport. Poucos minutos depois, em boa rebatida, Daniel Paulista chutou bem para marcar o segundo gol. Poderia ser uma goleada, mas o Sport não foi competente o suficiente para fazê-lo.
Ficou mais do que claro que o time deles não é grandes coisas. Aqui a história vai ser diferente e o Leão do Nordeste vai sentir a força do nosso Caldeirão.
.
Respondendo aos comentários:
Munigalo - O gramado de lá é mesmo um lixo. 2x2? Acertou um 2 ao menos. Abraço!
Carlão - Não deu, mas batalha perdida, a guerra ainda não
Jorge - O placar do intervalo foi o placar final, mas temos força pra reverter. Abraço!
Snoopy - Estamos acreditando e vamos passar pra fazer a final com vocês. Abraço e sds!
Aline - Vamos virar porque somos melhores e não vai precisar de piriri não, vamos vencer com autoridade. Sds!
Klaus - Nossa pressão será muito maior e embalaremos rumo ao título. Abraço!
Felipe - Vamos fazer três ou até mais. O Leão vai ver o que é caldeirão de verdade. Quero tever lá. SV!
Leo - Deu tudo errado, mas quarta será o dia da virada rumo ao título.
.
Sds vascaínas a todos!

4 comentários:

Aline disse...

É... Isso me alegra e me preocupa ao mesmo tempo. Me alegra porque vamos decidir nossa classificação em casa, e jogando bem em casa é só correr pro abraço depois... Mas temos que pensar no Brasileiro tb... É um campeonato longo no qual o Vasco terá que jogar 50% dos jogos fora de casa, em campo bom ou ruim... Não dá pra ficar dependendo de São Janú, até porque, apesar do ótimo retrospecto, não somos imbatíveis lá...
Por hora vamos nos preocupar com o bota... Acho que o Lopes tem que ir com força máxima! Quero a vitória! Sem falar que, além dos 3 pontos, iamos ganhar moral pro jogo de volta contra o sport!
Saudações Cruzmaltinas!

Carlão Azul disse...

Não tem nada decidido, a grandeza do Vasco pode ainda lhe dar esses 3x0.

Abração a nação vascaína.

Saudações Celestes
SITE/BLOG.....CRUZEIRO: O MAIOR DE MINAS
Notícias , fatos e fotos do Cruzeiro
Cruzeiro Vice-Líder
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

felipe disse...

diego,
claro q vou tá lá!!!

vc analisou muito bem!! em sao janu, mtos jogadores crescem muito o desempenho, como morais, W.Diniz, LA, Edmundo!!!

só acabou o 1 tempo da decisão, tem mais 90 min no caldeirão!!

SV

Jorge Costa disse...

Eu acredito que a torcida vascína vai lotar São Januário empurrando o time para fazer 3 x 0 e estarmos na final
Abraços