segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Vasco x botafogo (depois do jogo)

Botafogo Campeão, nunca serão, nunca serão!!!
Poderia começar o post de hoje de diversas maneiras, mas não teria como esquecer esse grito que não sai de minha cabeça desde ontem.
Foi suado, heróico, porém inesquecível. Os poucos torcedores que se aventuraram a ir ao Maraca não se arrependeram. Contra tudo e contra todos vencemos, depois de um longo jejum e agora vamos embalados para o duelo com a mulambada.
Não que a atuação tenha sido perfeita, muito pelo contrário, mas a emocionante vitória me deixou tão feliz que vou preferir não falar hoje dos erros do time e do treinador.
Mais uma vez cometi a loucura (isso para os outros, porque pra mim é amor) de voltar de viagem só pra ver o Vasco jogar. Já não é a primeira vez que isso ocorre esse ano, mas não estou nenhum pouco arrependido.
Na ida ao estádio, encontro alguns vascaínos no ônibus. Como fui sozinho, foi bom para ir entrando no clima da partida. Confesso que estava preocupado com esse jogo, afinal com dois times em crise, tudo podia acontecer. Desço do lado da torcida do botafogo e como sempre nesse clássico, o clima é de muita paz, com torcedores circulando livremente por ambos os lados. Caminhando até a rampa do metrô, encontro meu amigo Turano e assistimos o jogo juntos. Impressionante como sempre que assistimos juntos o Vasco vence.
Assim que chego às arquibancadas, o time entra em campo, com Eduardo e Marcelinho, quando tudo indicava Guilherme e Alan Kardec. A opção por Marcelinho se mostra acertada logo no início, quando com menos de 10 segundos o Vasco quase marca. Nosso camisa 7 começou com tudo, distribuindo dribles e canetas para todos os lados. Em uma linda jogada, ele recebe de calcanhar de Perdigão, toca para Leandro Amaral e ai a gente já sabe...Goooooolllll!!!!!!
.
Vem chupar meu pau...obina é o caralho é Leandro Amaral!!!!
.
Tudo voltava à normalidade, a freguesia de sempre. Se eles nos venceram no primeiro turno, por que não venceram agora? Ah, não tinha mais o doping neh cachorrada.
.
Eles até tentam ameaçar, mandando até mesmo uma bola que bateu nas duas traves e na rede pelo lado de fora. Time pequeno não tem jeito, até quando acerta, erra. Desiste cachorrada. Eduardo dá uma porrada desqualificante em jorge henrique, tirando a boneca de campo. Sei que os botafoguenses dirão que o Vasco bateu muito, mas time de boneca é phoda. Não ganha na bola e fica inventando desculpas depois.
Vem o intervalo e os vídeos no telão do maraca mostram a freguesia. Só gol do Vasco em cima do botafogo. Até hoje não entendo como os antigos escolhiam torcer pra esse timinho, nosso eterno freguês.
Voltando ao jogo, o Vasco entra mais recuado, atraindo o rival para nosso campo de defesa. Eles ameaçam principalmente em cruzamentos na área. O Vasco também cria, mas Wagner Diniz e Júlio Santos perdem boas chances. Como a velha máxima do “quem não faz toma” às vezes dá as caras, o botafogo marca com reinaldo, após uma falha da nossa zaga. Alguns minutos depois, Amaral é expulso e a torcidinha deles se empolga, chegando até mesmo a gritar “Adeus, Vasco!”Mas como todo castigo pra torcedor de time pequeno é pouco, Conca mostra que ainda estamos vivos, batendo uma falta linda na trave. Quando tudo levava a crer que teríamos mais um clássico empatado, Andrade cruza na área e nosso capitão Jorge Luiz testa no ângulo, sem chances para julio césar. Golaço, gol da garra, do coração, daquele que se não é nenhum Domingos da Guia, nunca deixou a desejar no quesito vontade. Parabéns, Jorge Luiz!
No final, o timinho tenta cruzar mais bolas na área, e até o goleirinho vai pra área tentar a sorte. A única coisa que fazem é bater no Silvio Luiz, abreviando assim o fim da partida. Ah, teve também a expulsão do Enílton, mas isso passo batido.
.
Vasco 2x1 bostafogo.
Emocionante. Tenho certeza que as muitas crianças presentes no estádio jamais se esquecerão desse jogo. Lembrarão de que não basta ter mais técnica. Tem que ter coração, paixão pelo que faz, pelo clube que defende e isso esse time tem mostrado ao longo desse ano, vide jogo com o lanús. Linda a cena dos jogadores jogando as camisas pra torcida ao fim do jogo. Que venha a mulambada.

Quinta feira, lugar de vascaíno é no Maracanã, torcendo, apoiando e mostrando aos flavelados qual é o seu devido lugar.
.
Torcer pro botafogo tem lá seus momentos bons. Eles sempre ficam no quase, mas enquanto estão no quase dá pra eles terem um pouco de alegria:
Quase campeão carioca, quase finalista da Copa do Brasil, quase campeão Brasileiro, quase vai à Libertadores, quase ganham do river na argentina e quase ganham do Vasco. Rumo à Segundona de novo, foguinho?
.
Pra finalizar, a reprodução dos gritos das arquibancadas ontem:
“Não ganha nada, time sofredoooor!
E é por isso, que eu canto assim, tomá no cu fogoooo.”
“Botafogo campeão, Nunca serão, nunca serão”
.
Sds vascaínas a todos!!!

4 comentários:

sempre vasco disse...

olá amigo ascaíno, estou enviando-lhe este comentário em retribuição ao seu no meu blog, espero que a nação vascaína não pare nunca de crescer. Até mais.
''COM O VASCO, ONDE O VASCO ESTIVER''.

Turano disse...

Caralho muleque... esse jogo foi muito bom... NUNCA SERÃO NUNCA SERÃO.... ahuhahuauhhau sensacional... o blog ta maneiro... é bom elogiar de vez em quando esse time e esquecer as burradas do Celso Roth... mas aí vai uma pergunta... quem é pior Celso Roto ou Ântonio Lopes (mais conhecido como Homer Simpson ou cabeção)?... os dois são muito sortudos, mas muito ruins, difícil de responder essa!!! Abraço!

"NÃO GANHA NADA... TIME SOFREDOR... E É POR ISSO QUE EU CANTO ASSIM... TOMA NO CU, FOGO!!!"

Arthur Virgílio disse...

Legal o blog, qualquer coisa adiciona o meu.

Vinicius Grissi disse...

Adicionei o blog à lista de links do Marcação Cerrada. Se quiser, faça o mesmo.

Vitória importantíssima para o Vasco, mas os dois confrontos desta semana serão muito importantes para o cruz-maltino. Perder para Flamengo e Atlético, pode deixar o time em péssima situação.